Home Opinião Bolsonaro quer destruir floresta amazônica para elevar o PIB

Bolsonaro quer destruir floresta amazônica para elevar o PIB

por Silvio Reis

O Intercept teve acesso a documentos sobre um recente projeto do presidente Bolsonaro para substituir a floresta Amazônica por grandes empreendimentos, aumento de terras cultiváveis e maior população local. O objetivo é elevar o PIB brasileiro. ONGs e a Igreja Católica são empecilhos. Os aliados são grandes corporações, exceto os chineses.  

Foi escolhida uma data histórica para a divulgação da reportagem: 20 de setembro, que coincide com a Greve Mundial pelo Clima, em mais de 150 países. De 21 a 23.09 acontece em Nova Iorque a Assembleia Geral da ONU, que tem como pautas prioritárias o meio ambiente, desenvolvimento e saúde.

O projeto amazônico de Bolsonaro e parceiros leva o nome de um diplomata brasileiro: Barão do Rio Branco, que foi ex-ministro das Relações Exteriores (1902-1912) e resolveu questões fronteiriças sem conflitos armados.

Poderá haver uso de armas para resgatar um antigo desejo militar de povoar Amazônia e proteger fronteiras. Uma preocupação recente é a fronteira o Suriname, que conta com investimentos chineses. É preciso impedir a invasão chinesa no Brasil, consta no projeto.

Áudios gravados de 2019, em reuniões fechadas, revelam a intenção explorar minérios na região amazônica. A construção de hidrelétricas e rodovias darão sustentação ao projeto e vão contribuir para exclusão de indígenas, quilombolas e ambientalistas.

Imagem destaque: Manifestação em Brasília / ww.fridaysforfuturebrasil.org

Silvio Reis, jornalista brasileiro

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.