Home Diplomacia O nazismo domina a extrema direita israelita

O nazismo domina a extrema direita israelita

por Joffre Justino

Em umas simples 8 horas de debate quente, o parlamento de Israel aprovou a lei que elimina o papel dos árabes na sociedade israelita fazendo do seu Estado um Estado étnico e religioso tal qual os restantes na região.

Assim a língua árabe perdeu direitos, os colonatos judeus são assumidos como sendo de interesse estratégico nacional e Jerusalém, “una e indivisa”, será a capital do país perdendo a sua função multi religiosa .

Por 7 votos 62/55 a Lei do Estado Judeu não só mata Israel como mata o direito à Diferença numa região já de si quase totalitária e de Estados religiosos totalitários.

Vale a pena citar o Centro de Apoio Jurídico às Minorias Árabes instituto que diferenciava Israel dos restantes Estados de comunidades primas ( no mínimo) que defende que a aprovação desta lei representa uma tentativa de implementar a superioridade étnica através da promoção de políticas racistas”.

Claro que o nazi Benjamin Netanyahu, primeiro ministro suicida nascido é sustentado por uma maioria de direita e extrema-direita, com a sua sui generis visão de nação, vê na sua asneira histórica que “a Democracia sai fortalecida porque a maioria tem direito a impor a sua vontade” num país onde os árabes israelitas representam 20% da população de Israel de 9 milhões de pessoas.

Triste sorte a de Israel !

Joffre Justino

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.