Home Imprensa António Guterres, o Covid-19 e as Fake News

António Guterres, o Covid-19 e as Fake News

por Joffre Justino

António Guterres secretario geral da ONU considera ser essencial garantir o combate à covid-19 como referiu na sequência do anúncio do presidente dos Estados Unidos Trump de que suspenderá a contribuição americana para a agência.

Para o secretário-geral das Nações Unidas a Organização Mundial da Saúde, OMS deve ser apoiada “pois é absolutamente fundamental para assegurar o combate à covid-19″.

Num comunicado emitida pelo seu porta-voz, António Guterres destaca que a agência e o seu pessoal “estão na primeira linha apoiando os Estados-membros e suas sociedades, especialmente os mais vulneráveis entre eles, com  orientação, capacitação, equipamentos e serviços concretos para salvar vidas humanas no combate ao vírus”.

Guterres disse que a pandemia da covid-19 é um dos desafios mais perigosos que o mundo enfrenta sendo “sobretudo uma crise humana com graves consequências para saúde e socioeconômicas”, pois o vírus “não tem precedentes e requer uma resposta sem precedentes”  e nessas condições é possível que “os mecanismos tenham tido leituras diferentes por diferentes entidades”.

O chefe da ONU sublinhou que depois de ser virada a página sobre a pandemia, deve haver um tempo “para olharmos para trás, entender como a doença surgiu e se espalhou tão rapidamente em todo o mundo, e como todos os envolvidos reagiram à crise”. 

Para o chefe da ONU, “as lições aprendidas serão essenciais para enfrentar desafios similares, que podem surgir no futuro, de uma forma efetiva . O representante destacou, no entanto, que esta “não é a hora.”

Guterres sumblinhou que este também “não é o momento de reduzir os recursos para as operações da Organização Mundial de Saúde ou de qualquer outra organização humanitária que combate o vírus”.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.