Home África Não Nyusi ainda não ganhou,…nem a Frelimo

Não Nyusi ainda não ganhou,…nem a Frelimo

por Joffre Justino

Como vemos abaixo, na longa cotação que fazemos do media DW será muito difícil que Nyusi ( ou a Frelimo) tenham 80% dos votos 

Como vemos abaixo às 20h45m de ontem estavam contados 17% dos votos ( para o Presidente) e 11% para a AR de Moçambique e na província de Nampula a contagem estava às 21h de ontem em suspenso o MDM estava a contestar os resultados eleitorais na Beira e a Renamo prepara-se para dizer da sua justiça hoje em conferencia de imprensa 

Vejamos pois, extratos da DW, 

… FRELIMO segue na frente das contagens em algumas províncias. 13,1 milhões de eleitores foram chamados a votar na terça-feira (15.10) para as sextas eleições gerais do país.

Todas as atualizações na hora de Maputo

Os principais acontecimentos até agora:

  • STAE divulga primeiros resultados globais preliminares: FRELIMO e Nyusi na frente;
  • FRELIMO vence em Inhambane
  • Várias cerimónias de divulgação de resultados, agendadas para esta sexta-feira (18.10), foram adiadas;
  • Encontrada morta presidente da Liga Feminina da RENAMO, no distrito de Zumbo;
  • MDM recusa resultados na Beira;
  • Missões de observação internacional falam em sufrágio “pacífico e ordeiro”;
  • Pelo menos dois mortos durante o processo de apuramento de resultados;
  • CIP prevê abstenção a rondar os 45%;

22:00 Fica por aqui o acompanhamento ao minuto de mais um dia de apuramento de resultados das eleições gerais em Moçambique. Fique com a síntese do dia de hoje

21:41 A RENAMO vai dar uma conferência de imprensa, este sábado (18.10), para falar sobre os resultados das eleições de 15 de outubro. O encontro vai realizar-se na sede do partido e será conduzido pelo secretário-geral desta formação, segundo informações do nosso correspondente Luciano da Conceição.

21:22 Esta sexta-feira (18.10) ficou marcada pelo adiamento do anúncio dos resultados em vários distritos e províncias. Na cidade de Maputo, na província de Nampula e no distrito de Moatize, em Tete, os órgãos eleitorais haviam agendado esta divulgação para o dia de hoje, o que acabou por não acontecer até às 21h.

20:45 Segundo o STAE, estão, neste momento, apurados os resultados de 3.529 de 20.554 mesas, ou seja 17%.  Filipe Nyusi (FRELIMO) segue na frente com 70,10% dos votos. Em segundo lugar surge Ossufo Momade (24,50%) e Daviz Simango (4.46%).

Para a Assembleia da República, numa altura em que estão apuradas 11,04% das mesas, a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) conta com 69,86% dos votos. Segue-se a Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO) com 23,21%, Movimento Democrático de Moçambique (MDM) com 4,61% e a Ação do Movimento Unido para a Salvação Integra (AMUSI) com 0,34%.

Ainda não há dados publicados sobre Niassa, Sofala, Manica, Inhambane, Gaza, nem Maputo Cidade. 

Tendo nós a tenebrosa experiência do golpe de estado em cima das eleições de 92 em Angola ( e da Fraude Eleitoral efetuada pelo MPLA) e sabendo como as elites africanas e os seus aliados, ocidentais ou não, temem o voto universal, secreto e livre  até prova em contrário subscrevemos as posições dos partidos da oposição assim como duvidamos muito das “certificações internacionais” das “esquerdas” africanas abrindo uma obvia exceção a Cabo Verde onde a rotatividade no governo é absolutamente normal e positiva !

Joffre Justino 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.