Home Opinião Isabel dos Santos, candidata? A que presidenciais? Como?

Isabel dos Santos, candidata? A que presidenciais? Como?

por Joffre Justino

Isabel dos Santos, candidata? A que presidenciais? Como? 

“Ela revela que não  sabe 

sequer que para se ser  

candidata à PR da República 

em Angola, tem de ser cabeça 

de lista de um partido político

 e não acredito que o Bureau 

Político e o Comitê  Central do 

MPLA, lhe vão dar este prazer ! 

Era só isso o que faltava ! Mas 

como este mundo,  tem loucos 

e loucas.. para todos os gostos 

e desgostos… estaremos aqui 

para ver ! KikikikRisos. “

Abrço FH ( Lubango)

Em Angola rola, norte sul leste oeste, uma imensa gargalhada, como se vê no texto acima que recebi do meu amigo, também analista politico Angolano, Fernando Heitor, ex membro de um governo de unidade nacional e ex deputado, hoje forte apoiante de João Lourenço!

Estranha-se que o jornalista que terá preparado a entrevista ( que suave mimo para a sra Isabel!) tenha escorregado ou aceite escorregar na esparrela e em tom de “furo” se tenha excitado com a ideia da sra Isabel dos Santos ser candidata a Presidente da Republica!

Expliquemo-nos!

Por imposição do pai da sra Isabel dos Santos, o ditador José Eduardo dos Santos, nao ha “presidenciais” em Angola !

O próprio João Lourenço, atual PR, é PR neste novo modelo – o PR nasce das eleições Legislativas e é PR o lider, cabeça de lista, do partido mais votado!

Assim, para a sra Isabel dos Santos ser candidata a PR terá de descobrir, comprar, alugar, um partido que a aceite como a lider nas listas parlamentares!

Ora como dificilmente o MPLA aceitará perder Joao Lourenço ( Jose Eduardo dos Santos ao tempo que perdeu o MPLA!) trocando-o por uma empresária que viveu de empréstimos bancários ( como ela refere) às centenas de milhões de dólares à custa da influencia do paizinho, resta à sra Isabel dos Santos ir bater à porta de outro partido ( ou inventar um novo) e confrontar-se com o MPLA !

Adalberto da Costa Jr e a UNITA adorarão esse confronto pois tenderão assim a chegar ao poder por divisão do eleitorado, isto se entre os “milhares de empregados” e seus familiares da sra Isabel dos Santos nascer um pleno no voto do partido da sra Isabel dos Santos!

Venho pois a rotura do clã dos Santos com o MPLA porque a) até pode acontecer que este partido finalmente vire à Esquerda ( enfim tudo hoje é possível); b) liberta Angola dos “partidos nacionalistas”; c) pode dar a vitoria a esta nova UNITA de Adalberto da Costa Jr ( enfim tudo hoje é possível, até haver eleições sem Fraude em Angola?).

Claro que como escrevemos com um golpe até Bolsonaro chegou a PR do Brasil … e o MPLA alinha nesse golpe? Mesmo o MPLA santista cairá nessa aventura?

Mas venha o que vier pergunta-se – onde estava a cabeça do entrevistador quando acreditou que em Angola é como ca que se elegem os presidentes namorando os jornalistas? E onde anda a cabeça dos restantes jornalistas que engoliram o mesmo?

1 comentário
0

RECOMENDAMOS

1 comentário

João M.S.Batista 16 Janeiro, 2020 - 16:32

Compreendo as tuas interrogações, mas a questão quanto a mim não é de menesprezar o poder económico da Isabel dos Santos e a longa lista dos velhos camaradas de armas do seu pai, que sentem-se orfãos e na prespectiva diária de serem incriminados pelo actual surto do combate anti corrupção. até o Higino Carneiro está indiciado. Será que a acusação da PGR tem alicerces inequivocos que levem a pena? O que se passa com o Manuel Vicente? Quanto a mim, o MPLA passa pela pela ‘queda do seu império, era espectável pelo absurdo dos 90% de votos nacionais, mesmo com batota o número é pornográfico. É fácil criar um novo Partido. Dinheiro há muito para isso, os prémios que o Mpla tem dado nas vésperas das eleições aos líderes locais, sobas,sobetas e outros, como Camionetas, Motos, Jipes e recentemente Andares, é para copiar, os Panos, Canetas e bonés são para o povo. Estive lá em agosto de 2008 nas vésperas dos 90% e perecebi a maneira de captar votos.Antevejo um tsunami politico e um Mpla pequeno.

Reply

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.