Home Opinião A guerra Irão EUA prestes a começar ?

A guerra Irão EUA prestes a começar ?

por Joffre Justino

O comandante da Guarda Revolucionária Islâmica do Irão, Hossein Salami, afirmou que os inimigos de Teerã estão a tentar esmagar a resistência da nação iraniana e que o seu país “está a um passo de um confronto em larga escala com o inimigo” perante a crescente tensão entre Teerão e Washington.

“Este é o momento mais decisivo para a Revolução Islâmica, porque o inimigo chegou ao campo de batalha com todas as suas capacidades”, disse Salami durante uma reunião com os comandantes do IRGC na quarta-feira.

Assim segundo os inimigos do Irão os EUA estão a tentar esmagar a resistência da nação iraniana através da “estratégia de pressão máxima e a usar todas as suas capacidades”.

jvbPOTcs_bigger.jpg

teleSUR TV

@teleSURtv

Irán afirmó que responderá si #EE.UU. realiza un movimiento militar en el Golfo Pérsico, región en la que desplegó un portaaviones y varios bombarderos 

http://

bit.ly/2HpjHx8

D6becLoW4AE3YBK.jpg

24

11:09 – 13 may. 2019

L

jvbPOTcs_bigger.jpg

teleSUR TV

@teleSURtv

Irán afirmó que responderá si #EE.UU. realiza un movimiento militar en el Golfo Pérsico, región en la que desplegó un portaaviones y varios bombarderos 

http://

bit.ly/2HpjHx8

D6becLoW4AE3YBK.jpg

24

11:09 – 13 may. 2019


As declarações de Hossein Salami vão na linha das declarações do líder da Revolução Islâmica, aiatolá Seyyed Ali Khamenei, que minimizara  a retórica e o potencial beligerante dos Estados Unidos contra Teerão.

“Em sua política de confronto com a República Islâmica, os Estados Unidos definitivamente sofrerão uma derrota, e a situação terminará em nosso benefício”, afirmou entao o ayatola.

Washington tem vindo desde 2019 a aumentar a pressão sobre o Irão, após a retirada do acordo nuclear de 2015, chamado Plano de Ação Conjunto (Jcpoa).

teleSUR TV

@teleSURtv

O Irã afirmou que responderá se # EUA. realiza um movimento militar no Golfo Pérsico, uma região na qual implantou um porta-aviões e vários bombardeiros

http: //

bit.ly/2HpjHx8

24

11:09 – 13 Maio 2019

Desde então, o governo de Donald Trump impôs sanções contra o petróleo iraniano, a fim de reduzir a zero as vendas e por isso enviou um grupo de ataque de porta-aviões, um esquadrão de bombardeiros, um navio de assalto anfíbio e uma bateria de mísseis Patriot para o Médio Oriente para tentar pressionar a Teerão.

Por sua vez, o Irão denunciou estas ações, como sendo uma guerra psicológica, dizendo que o país tem suas próprias maneiras de contornar as proibições dos EUA e vender petróleo bruto.

Em maio de 2018, Trump retirou os EUA do acordo nuclear iraniano, alcançado em julho de 2015 entre o Irã e o grupo de países G5 + 1 (Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Rússia e China e Alemanha) e decidiu retornar às sanções unilaterais contra Teerão 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.