Home Cidadania Ruben Carvalho 1944-2019

Ruben Carvalho 1944-2019

por Carlos Franco

Morreu um Camarada!

Poucas vezes estas palavras significam tanto e simultaneamente tão pouco. Fez da sua vida um combate e uma dádiva. Um combate pela Liberdade, sujeitando-se enquanto individuo às agruras com que o Fascismo tão meticulosamente ofertava os que se lhe opunham, particularmente àqueles que, como o Ruben, se faziam comunistas. Uma dádiva, de cultura, profissionalismo, camaradagem e dedicação à causa suprema da Humanidade liberta da exploração.

Foi antifascista desde os períodos estudantis, jornalista e intelectual comunista, a quem, segundo o próprio, “tiveram a fineza de me(lhe) apresentar todas as prisões do fascismo”.

Como jornalista e/ou cronista passou pelo “Século”, pela “Vida Mundial”, colaborou na “Seara Nova”, no “Expresso” e no “Diário de Notícias”. Como programador cultural foi membro da Comissão Executiva das Festas de Lisboa e da Comissão Municipal de Preparação de LISBOA 94 – Capital Europeia da Cultura, comissário para as áreas de Música Popular e Edições de LISBOA 94 e director artístico do Festival das Músicas e Portos, em 1999, nomeado pela Câmara Municipal de Lisboa.

Foi também membro do Conselho Consultivo do Centro Cultural de Belém.

Particularmente destaca-se, pela importância para todos nós, como membro da Direcção da Festa do Avante! desde a sua primeira edição, em 1976, com um reconhecido papel na escolha da programação cultural e no conhecimento cultural que carreava para a sua actividade.

Faleceu Ruben de Carvalho. Para todos nós o Ruben não morre.

Carlos Franco

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.