26 Setembro, 2023

Estrategizando

Notícias, Reflexão e Ação.

O designer de moda David Ferreira veste uma das suas criações, em Lisboa, 04 de março 2016. O português David Ferreira terminou em agosto o curso superior de moda em Inglaterra, desde então já ganhou dois prémios internacionais, mostrou uma coleção em Nova Iorque e em Londres e regressou a Portugal. Na sexta-feira estreia-se na ModaLisboa. (ACOMPANHA TEXTO DE 10 DE MARÇO DE 2016). JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

51ª Edição da ModaLisboa 2018

David Ferreira, Valentim Quaresma, Ricardo Preto apresentam hoje coleções na ModaLisboa

A 51.ª edição da ModaLisboa prossegue hoje, no Pavilhão Carlos Lopes, com a apresentação das coleções para a primavera do próximo ano de David Ferreira, Valentim Quaresma, Ricardo Preto e dos participantes do concurso Sangue Novo.

Archie Dickens, Carolina Raquel, Federico Protto, For all Kind by Saskia Lenaerts, Opiar, Pu Tianqu, Rita Carvalho, The Co. Re, Víctor Huarte e Vítor Antunes são os concorrentes desta edição do Sangue Novo, que passa a ser anual, embora continue a haver duas apresentações por ano.

Nesta edição da ModaLisboa decorre a primeira eliminatória do concurso, destinado a finalistas de cursos superiores de Design de Moda de escolas nacionais e internacionais e jovens ‘designers’ em início de carreira, na qual serão escolhidos cinco finalistas.

Os cinco recebem um prémio monetário, que irá permitir-lhes fazerem a coleção que apresentarão na final, em março do próximo ano, na 52.ª edição da ModaLisboa.

As propostas dos concorrentes do Sangue Novo são apresentadas hoje num desfile coletivo, no Pavilhão Carlos Lopes.

Também hoje, no mesmo local, serão apresentadas as coleções de David Ferreira (no âmbito da plataforma LAB, dedicada aos novos talentos), de Valentim Quaresma e de Ricardo Preto.

Os desfiles são acessíveis apenas por convite, mas haverá, à semelhança de edições anteriores, atividades abertas ao público.

A partir de hoje, e até domingo, estará aberto o ‘WonderRoom’, uma ‘pop-up store’ (loja temporária), onde será possível conhecer e comprar peças de 24 marcas e ‘designers’ nacionais, em áreas como artesanato, têxtil, joalharia, vestuário, acessórios e ‘lifestyle’.

O “Wonder Room” irá funcionar entre as 14:00 e as 22:00, junto ao Pavilhão Carlos Lopes.

No mesmo local, será possível visitar-se a exposição de fotografia e ilustração da plataforma “Workstation”. Nesta edição, serão apresentados trabalhos de Pedro Leote, Andy Dyo, Frederico Santos (fotografia), Camila Gondo, Mafalda Fialho e Perky Mary (ilustração).

Também abertas ao público, estarão patentes, junto ao Pavilhão Carlos Lopes, a exposição “Portuguese Shoes”, “homenageando o saber-fazer e qualidade de uma indústria que alia tradição e modernidade”, e o ‘showcase’ ModaPortugal, “instalação que conjuga moda, tecnologia, sustentabilidade, futuro, ‘lifestyle’, arte e design através de exemplos de produção industrial e criatividade nacional, explorando e potenciando o relacionamento entre a industria têxtil e de vestuário, marcas e designers”.

A exposição dedicada ao calçado português celebra-se na edição Multiplex num cenário lúdico e clássico: um carrossel. É desta forma que vamos apresentar os sapatos da indústria nacional e as parcerias dos designers nacionais, num espaço exterior da ModaLisboa e com uma mostra aberta ao público.

Entretanto, entre hoje e domingo, haverá “instalações e mesas redondas, em paralelo com momentos de ‘networking’ que visam a disseminação nacional e internacional das últimas tendências do mercado de moda”, no âmbito do ‘Check Point’, “um novo espaço de diálogo, desenhado para criativos, empreendedores e todo o público profissional da Lisboa Fashion Week”, cuja maioria das atividades exige inscrição prévia.

Lisboa, 12 out (Lusa) – JRS // MAG

Foto de destaque: LUSA