Home Cultura “Ponto de Encontro Germinal”

“Ponto de Encontro Germinal”

por Joffre Justino

À Lusa, Sara Barbosa, uma das responsáveis pela edição do evento, que acontecerá em Famalicão, decorrerá entre os dias 31 de agosto e 7 de setembro, salientou a “forte componente da formação” que a organização do evento, a companhia Cão Danado, em articulação com a autarquia, cunhou na programação.

Da programação fazem parte nomes como Edgar Massul, artista plástico, que vai apresentar diversas instalações desenhadas para o Parque da Devesa, Patricia Barbosa, Pedro Barbosa e Inês Castanheira, que unem em “Confessionário” fotografia, instalação e som.

Sara Barbosa salientou ainda na edição deste ano do projeto “Ponto de Encontro Germinal”, um espaço de “partilha e discussão aberta que servirá como ponto de contacto entre artistas, a cidade e o público da mostra”.

O evento terá também atividades musicais que passarão por referências nacionais de free jazz, clássica, improvisação e música digital, com Rodrigo Amado num concerto improvisado com o guitarrista Flak, o contrabaixista Hernani Faustino e Jorge Queijo na bateria ou concertos dados pelo compositor esloveno Gaspar Piano e a pianista Eliana Veríssimo e ainda ‘happenings musicais’ entre o compositor, a pianista e músicos que se queiram juntar ao desafio.

Pascal Luneau regressa a Famalicão para uma conversa sobre o projeto “Outside”, um programa de formação, orientação e promoção para estudantes e ex-estudante da Academia Contemporânea de Espetáculo de Famalicão. 

Visionar-se-á o filme “Assentos”, com realização de Luneau, resultado fílmico de uma oficina e um espetáculo realizados na primeira edição do Germinal, entre o realizador e 13 jovens atores de Famalicão, sobre o ato de estar sentado com ou diante de outras pessoas.

Outra proposta é a estreia de “It all comes out at night”, o “culminar” de uma residência artística de Davis Freeman e de mais de dez jovens atores que responderam à provocação através de uma ‘open call’ nacional.

Ao todo, são mais de 40 propostas artísticas que vão ocupar espaços públicos de Famalicão com conferências, espetáculos, performances, instalações e criações originais que, disse a responsável, “pretendem despertar o debate em torno da criação”.

O acesso a toda a programação é gratuito. 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.