Home Cultura Fanatismo islâmico gera um Ferido um Cidadão portugues em Viena de Áustria – do sr. bispo do Porto esperam-se pedidos de desculpa porque estamos em guerra larvar!

Fanatismo islâmico gera um Ferido um Cidadão portugues em Viena de Áustria – do sr. bispo do Porto esperam-se pedidos de desculpa porque estamos em guerra larvar!

por Joffre Justino

Um ataque nesta segunda feira à noite em Viena com tiroteio numa rua central onde fica a sinagoga principal da capital austríaca, então fechada, próxima de uma área de bares gerou quatro vítimas mortais e 17 feridos com um dos atacantes morto pela política, e um segundo em fuga e a ser procurado.

Desta feita não foram usadas facas mas armas de fogo e depois de um templo catolico e de um ortodoxo chegou a vez de um judaico mostrando que se vive um ecumenismo ao contrario uma guerra contra todas as religioes inclusive contra algumas das seitas islâmicas em medievalista “guerra santa” a ter de ser combatida arma contra arma em nome de uma real Tolerância!

O bispo do Porto como se vê erra em toda a linha e se na hierarquia catolica nada se faz merece que os Laicos o critiquem com veemência em nome de um ecumenismo que não seja cobarde! 

Note-se que estas seitas fanáticas islâmicas têm a “benção” de sauditas e equivalentes e é por tal esta complacência dita “ocidental” perante estas fabulosamente ricas seitas que mantêm e querem continuar a manter à fome e à miséria milhões de islâmico 

O PR das selfies MRSousa, sempre-em-pé jã enviou uma mensagem ao seu homólogo austríaco, Alexander Van der Bellen, a repudiar o ataque de segunda-feira em Viena e expressando solidariedade e pesar mas com uma declaração adequada “Foi com choque e tristeza que tomei conhecimento do ataque que ontem [segunda-feira] teve lugar no centro de Viena e que provocou a morte de quatro pessoas e diversos feridos, entre estes últimos um jovem português”, referiu o mesmo.

Os atacantes andaram depois aos tiros pelo o centro da cidade, disparando sobre quem andava pelas esplanadas.

Disse o ministro do Interior austríaco, Karl Nehammer, que o atacante morto pela polícia, estava armado com uma espingarda de assalto e usava um cinto de explosivos falsos, sendo “… uma pessoa radicalizada que se sentia próxima do Estado Islâmico”.

Para o chanceler austríaco, Sebastian Kurz, este ataque foi um “repugnante ataque terrorista” e que pode haver “um motivo antissemita, pelo lugar onde começou”.

Esta violência que se espalha pela Europa alerta para um ambiente que exige medidas transparentes como a aceitação explicita por escrito da tipificação constitucional dos Estados Laicos democráticos e de Direito por todos os imigrantes em Portugal e na Europa 

E para que fique claro a Liberdade Religiosa que defendemos hajam todas as visões de Deus nas escolas,

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.