Pedido este bem importante pois a Angola do MPLA é useira e vezeira em bloquear os Direitos Humanos!

Na carta, a Friends of Angola afirma que Biden tem uma "oportunidade histórica" de ajudar várias famílias ao solicitar a Lourenço, durante sua reunião nesta semana, a libertação de todos os presos políticos em Angola.

A organização também ressaltou que é necessário que Biden se abstenha de assinar o projeto de lei repressivo de ONGs que ameaça a sociedade civil independente.
 
"Tomamos conhecimento que o presidente João Lourenço será recebido na Casa Branca na quinta-feira, 30 de novembro. Entendemos a necessidade de os Estados Unidos aprofundarem sua cooperação bilateral em comércio, investimento, clima e energia, e para avançar no projeto 'Parceria para Infraestrutura e Investimento Global (PGI)' da administração no Corredor do Lobito, que conectará Angola, República Democrática do Congo e Zâmbia aos mercados globais através do porto de Lobito em Angola", diz a carta.

A Friends of Angola afirma que por anos defendeu investimentos mais robustos e bem pensados dos EUA no continente africano, que na verdade tirando os do petróleo e a venda de armas …

"Ao contrário dos investimentos opacos da China em Angola, acreditamos que os EUA podem contribuir melhor para a prosperidade e cultura democrática de Angola através de esforços e abordagens bilaterais renovados", ressalta a organização, deixando muitas dúvidas sobre esta apreciação tão positiva dos investimentos dos EUA tantos com um interesse de retaguarda bem pouco humanitários e promotores dos Direitos Humanos!

A carta mostra-se estadunidense quando se vem centrar na guerra ao o Partido Comunista Chinês (PCC) por ter uma influência económica e política em Angola através de um grande projeto de infraestrutura que sem explicitar diz ser opaco a par de acordos de extração de recursos. "Este envolvimento do PCC contribuiu para a corrupção, degradação ambiental e um espaço cívico em declínio, à medida que o governo impõe restrições à sociedade civil", afirma a Friends of Angola, esquecendo como os investimentos dos EUA peçam pelo mesmo!

A organização também ressaltou que a crescente influência do PCC coincidiu com a aprovação pelo governo angolano de leis restritivas às ONGs, limitando o financiamento estrangeiro, intimidando trabalhadores de ONGs e fechando organizações críticas. "A sociedade civil desempenha um papel vital em qualquer democracia, capacitando os cidadãos, mas o espaço para ONGs e ativistas em Angola está sendo severamente restrito", diz a carta, como se quando da estrita presença estadunidense não acontecesse o mesmo !

"Este bloqueio do espaço cívico, influenciado pelas abordagens autoritárias do PCC, ameaça o desenvolvimento democrático de Angola ao limitar a capacidade dos cidadãos de responsabilizar o governo por questões como corrupção, direitos humanos e danos ambientais causados por projetos vinculados à China", afirma a Friends of Angola.

E finalmente, em nome dos angolanos da diáspora angolana e da sociedade civil em Angola, a Friends of Angola exorta respeitosamente o presidente Biden a solicitar ao presidente Lourenço a libertação imediata de todos os presos políticos em Angola e a se abster de assinar o projeto de lei repressivo de ONGs que ameaça a sociedade civil independente em Angola.

Demasiado respeito para quem traiu a luta pela Democracia em Angola nos anos 1979 e seguintes, em 1992 e seguintes em 2002 e seguintes e esteve demasiadas vezes lado a lado com o MPLA !

Joffre Justino

---



*) Considere apoiar o “Estrategizando” com contribuições trimestrais de 18 euros, semestrais de 36 euros ou anuais de 60 euros, utilizando as informações bancárias fornecidas. O seu apoio é fundamental para continuarmos a informar e analisar questões críticas como esta.

NIB: 0036 0170 9910 0117 6978 7

ou

Entidade: JOFFRE JUSTINO

IBAN: PT50 0036 0170 9910 0117 6978 7, SWIFT: MPIOPTPL (solicitamos também o envio de um e-mail para editor@estrategizando.pt com o nome, o endereço e o seu comprovativo do valor da transferência realizada).