Agentes anti distúrbios (em Angola e formados, em 1992, pelas Espanhas ficaram conhecidos por “antimotim”, e foram criados ilegalmente para atacar a UNITA), dos Mossos d'Esquadra atacaram cerca de mil manifestantes e a polícia regional da Catalunha carregou esta sexta-feira contra manifestantes membros de um piquete de greve geral que pretendia aceder ao porto de Barcelona para tentar bloquear o terminal de cruzeiros, pondo assim em causa o Direito à Greve.

Estes manifestantes concentraram-se na rotunda de Drassanes vindo do centro de Barcelona depois de cortar a via circular, e tentaram entrar nas instalações portuárias fortemente vigiadas pela polícia regional (Mossos d'Esquadra) e pela Guarda Civil.

Para dispersar estas pessoas, agentes anti distúrbios dos Mossos d'Esquadra atacaram os cerca de mil manifestantes, enquanto membros da Guarda Civil se espalharam pelas instalações do porto, pelo que até ao momento, os manifestantes não conseguiram entrar em nenhum dos terminais portuários.

Entretanto, um numeroso grupo de estudantes que se manifestava pelas ruas do centro de Barcelona, parou diante do edifício da sede da polícia da Via Laietana e atirou ovos, latas, garrafas de plástico e rolos de papel higiénico contra os polícias que vigiavam aquelelocal estando o edifício protegido por barreiras e vários destacamentos da Polícia Nacional e dos Mossos d'Esquadra que, inicialmente não efetuaram nenhuma carga já estão a ripostar violentamente!



.


*) Considere apoiar o “Estrategizando” com contribuições trimestrais de 18 euros, semestrais de 36 euros ou anuais de 60 euros, utilizando as informações bancárias fornecidas. O seu apoio é fundamental para continuarmos a informar e analisar questões críticas como esta.

NIB: 0036 0170 9910 0117 6978 7

ou

Entidade: JOFFRE JUSTINO

IBAN: PT50 0036 0170 9910 0117 6978 7, SWIFT: MPIOPTPL (solicitamos também o envio de um e-mail para editor@estrategizando.pt com o nome, o endereço e o seu comprovativo do valor da transferência realizada).