Quanto às receitas do Santuário de Fatima, é tudo uma questão de fé, sr Carlos Cabecinhas?

Quem acredita que, em média, cada peregrino a Fatima só deixou 3 euros e 0,088235294117647 cêntimos, à vaticanista igreja? So no Natal uma vela num desses sites do santuario vendia uma vela a 1 euro ..!


Mas feitas as contas às receitas deste santuário de Fátima, ja que recebeu 6,8 milhões de peregrinos e mais de 21 milhões de euros, em 2023, cada peregrino deixou … os referidos 3 euros!

«O Santuário não existe para dar lucro, se nós conseguirmos em cada ano um saldo neutro é ótimo», salientou um padre, o sr Carlos Cabecinhas,na apresentação de  estatísticas e resultados contabilísticos do Santuário de Fátima.

O mesmo apresentou ontem, quinta-feira, 08.02, os resultados relativos a 2023, com um aumento de peregrinos, 6,8 milhões de pessoas no total, com mais rendimentos, 21,73 milhões de euros, e também aumento de gastos, 21,62 milhões de euros.

“As contas do santuário, que serão auditadas por entidade externa como é habitual, são estáveis e equilibradas, procuramos sempre a este nível com rigor e equilíbrio garantir que os nossos gastos e investimentos sejam sempre em prol dos peregrinos e naquilo que é a observância das finalidade e objetivos dos santuários”, disse o reitor do Santuário de Fátima no 45.º Encontro de Hoteleiros e responsáveis de Casas Religiosas que Acolhem Peregrinos em Fátima.

6,8 milhões de peregrinos é um aumento de 39% em relação a 2022 e, comparado com 2019, quando receberam 6,3 milhões, verifica-se um crescimento de 9%.

Diz o sr Carlos Cabecinhas que o ano de 2023, foi um “ano especial, com acontecimentos extraordinários” onde verificou-se um “aumento significativo de gastos”, nomeadamente a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa e a visita do Papa Francisco a Fátima que “muito agradam” e onde empenharam-se “intensamente” e “implicaram gastos diretos do Santuário de 1 milhão e 420 mil euros”.

“Os números são de alguma forma provisórios, mas muito próximo daquilo que são os resultados finais: tivemos cerca de 21,73 milhões de rendimentos e gastos nos valores 21,62 milhões de euros. Significa um saldo positivo de cerca de 110 mil euros”, explicou o padre Carlos Cabecinhas, sem explicar quais das despesas são a ver com o Santuário e quais têm a ver com a JMJ, lembrando que os rendimentos de 2022 foram de 18,66 milhões de euros e os gastos de 17,51 milhões de euros.

“Obviamente, gostaríamos que com uma subida dos rendimentos também houvesse uma margem maior, mas este ano tínhamos também assumido que tendo em conta que tínhamos despesas excecionais, extraordinárias, e não repetíveis, a Jornada Mundial da Juventude e gastos diretos que ultrapassaram 1 milhão e 400 mil euros, já esperaríamos um resultado final desta ordem”, indicou, por sua vez, o reitor do santuário.

Segundo o padre Carlos Cabecinhas, havia a possibilidade que o “saldo pudesse ser negativo” e isso não os levou a “ponderar não investir na Jornada Mundial da Juventude o que foi investido, e explicou que os “gastos diretos incluem o donativo” à JMJ Lisboa 2023, o aluguer de tendas e estruturas para a ‘Aldeia Jovem’, para a sala de imprensa, a exposição em Lisboa durante a Jornada, um filme de animação, bem como a preparação de estruturas e espaços para acolhimento dos jovens e a visita do Papa à Cova da Iria, e a contração de serviços externos, “nomeadamente vigilância para este período”.

“Havia clara consciência de que aqui importava fazer um investimento porque pensamos que é um investimento para o futuro. Muitos dos jovens regressarão a Fátima e são já, nos lugares de origem, difusores de Fátima. Em relação ao exercício este até nos deixa muito tranquilos”, salientou, realçando que o santuário, em cada ano, tenta que haja um “grande equilíbrio entre rendimentos, “fundamentalmente de donativos”, e os gastos.

Nota bene - estes donativos tao identicos aos do PCP com a Festa do Avante sao estranhamente esquecidos nos debates politicos lusos …

A Cova da Iria recebeu, no âmbito da JMJ Lisboa 2023, um total de 1 151 287 jovens, 17% do número global de peregrinos, de 68 países e 30 línguas.

Questionado sobre despedimentos, o padre Carlos Cabecinhas recordou que, no ano de 2020, o Santuário de Fátima “teve prejuízos na ordem dos seis milhões e não fez despedimentos”, isso quer dizer que “é uma instituição com grande disponibilidade financeira: O ano passado ainda aquém do número de peregrinos, tivemos um resultado positivo superior a 1 milhão de euros”.

Aos participantes do 45.º no Encontro de Hoteleiros e responsáveis de Casas Religiosas que Acolhem Peregrinos em Fátima., o reitor explicou que, em 2023, os aspetos que “implicaram maiores gastos” foram 6,74 milhões de euros com pessoal, as depreciações nos 4,24 milhões e Fornecedores e Serviços Externos (FSE) de 4,35 milhões.

Das estatísticas apresentadas destaca-se que o Santuário de Fátima recebeu de forma organizada 4779 grupos: 1161 portugueses e 3618 estrangeiros, pessoas de 94 países, a “maior expressão” os grupos da Europa, a América foi o segundo continente, destacam-se os EUA, o Brasil e o México, e a Ásia em terceiro, com proveniências das Filipinas, Coreia do Sul e Vietname.

A Capelinha das Aparições é o espaço da Cova da Iria onde se concentram mais peregrinos, 3 milhões e 112 mil participantes em 3.652 celebrações; o santuário registou 27 casamentos, 130 batismos e 626 bodas matrimoniais: 288 de prata, 305 de ouro e 33 de diamante.

Em 2023, a 17 de junho, abriram o Centro de Escuta Lúcia de Jesus, que acolheu 734 pessoas nos primeiros meses de funcionamento.

Enquanto atividade de turismo religioso este ano de 2023 o santuario de Fatima ultrapassou pois o de Lourdes com os seus 3,07 milhões de turistas visitantes pelo que o de Fatima o superou em 2,2 vezes!

Ora se o santuário de lourdes tera gerado um minimo 10 milhoes estimados de euros so em velas vendidas, no minimo 1 milhao de euros de lucros e como 21 toneladas de cera foram queimadas no tocheiro do Santuário de Fátima em menos de 24 horas num dos “dias altos” nunca menos de 2 toneladas media dia igual 700 toneladas ano mínimo igual nunca menos de 2 milhoes de euros ano na venda de velas… tudo em contas por baixo !

Eis porque estranhamos bastante os resultados divulgados!

10 milhoes estimados de euros so em velas vendidas no minimo 1 milhao de euros de lucros e como 21 toneladas de cera foram queimadas no tocheiro do Santuário de Fátima em menos de 24 horas nunca menos de 2 toneladas media dia igual 700 toneladas ano mínimo igual nunca menos de 2 milhoes de euros ano na venda de velas… tudo em contas por baixo !

Joffre Justino

---

Foto de destaque: IA;  A imagem criada representa a atmosfera pacífica e espiritual do Santuário de Fátima, iluminada pela luz suave e quente de milhares de velas seguradas por devotos peregrinos reunidos à noite, simbolizando a fé profunda e a unidade dos indivíduos de diversos contextos. A Capela das Aparições, surge ao fundo, evocando a devoção espiritual.



*) Considere apoiar o “Estrategizando” com contribuições trimestrais de 18 euros, semestrais de 36 euros ou anuais de 60 euros, utilizando as informações bancárias fornecidas. O seu apoio é fundamental para continuarmos a informar e analisar questões críticas como esta.

NIB: 0036 0170 9910 0117 6978 7

ou

Entidade: JOFFRE JUSTINO

IBAN: PT50 0036 0170 9910 0117 6978 7, SWIFT: MPIOPTPL (solicitamos também o envio de um e-mail para editor@estrategizando.pt com o nome, o endereço e o seu comprovativo do valor da transferência realizada).