Se correr mal a culpa é da PGR…se a Direita vencer com o golpe la está ele com selfies !


Este PR, Marcelo Rebelo de Sousa, esconde-se com parole parole parole dizendo que é "um novo tempo" e defende que esta é a altura do chefe de Estado se "apagar", ( para não se queimar, que isto do golpe de secretaria correu bem mal!) e inventa-se “ parlamentarista”, imagine-se a lata à vichyssoise, pois entalado "o protagonismo deve ser daqueles que vão oferecer aos portugueses as suas propostas".

Há muito de cobardia como se vê na PR e na PGR !

"Entrou-se num novo tempo e este tem três tempos: o primeiro tempo agora é, partidos, programas, líderes, congressos, eleições, apresentações de programas e debates entre partidos. Depois, há um segundo tempo que é o do povo: o voto no dia 10 de março. Depois, há o tempo do Presidente, que é o da formação do Governo, tentando encontrar no quadro definido pelo povo, que será aquele que for no dia 10 de março, o espaço e a fórmula que correspondam mais àquilo que foi a intenção do voto popular", pois já nem sabe se o arreganho das antecipadas não foi o seu definitivo fim, ( nós achamos que ele PR merece mesmo acabar mal, ser bem castigado no momento do voto, nenhum voto aos cheganos, IL’s e PSD’s !)

E la se foi a primazia do autor do livro que se apresentava do sr Paulo Rangel.

Na verdade o sr Marcelo Rebelo de Souza deveria ir passar o tédio do seu tempo em férias longe de todas e todos nós!

Quem não tem coragem política de assumir que errou, que pôs em causa a estabilidade do país inutilmente, que gerou um golpe cheio de pontos falhos como um PM que é, que não é, que nao deixa de o ser e um OE "Alheira" que até poderá ter de ser gerido por quem nada em nada concorda com o OE Alheira já se deveria ter demitido de PR é exigido antes um inquérito a toda a. PGR !

Saudades do tempo que não tínhamos de ouvir desculpas espúrias diárias perante o Golpe de estado de secretaria !

Joffre Justino




*) Considere apoiar o “Estrategizando” com contribuições trimestrais de 18 euros, semestrais de 36 euros ou anuais de 60 euros, utilizando as informações bancárias fornecidas. O seu apoio é fundamental para continuarmos a informar e analisar questões críticas como esta.

NIB: 0036 0170 9910 0117 6978 7

ou

Entidade: JOFFRE JUSTINO

IBAN: PT50 0036 0170 9910 0117 6978 7, SWIFT: MPIOPTPL (solicitamos também o envio de um e-mail para editor@estrategizando.pt com o nome, o endereço e o seu comprovativo do valor da transferência realizada).