Num contexto político cada vez mais polarizado e num cenário global repleto de incertezas econômicas, climáticas e sociais, o Partido Socialista (PS), liderado por Pedro Nuno Santos, apresenta um ambicioso Plano de Ação para as próximas eleições legislativas em Portugal.

Este documento, mais do que uma simples lista de promessas eleitorais, reflete uma visão estratégica profunda e um compromisso renovado com o futuro do país. Conheçamos alguns detalhes deste plano, explorando assuas implicações e o impacto potencial nas várias facetas da sociedade portuguesa.

Economia, Ambiente e Clima: Um Tripé para o Desenvolvimento Sustentável

Na frente económica e ambiental, o PS propõe uma série de medidas que visam alinhar o crescimento econômico com a sustentabilidade e a justiça social. A redução do imposto de selo para empréstimos verdes e a criação de um Passaporte Verde para empresas sustentáveis são iniciativas que buscam incentivar práticas empresariais responsáveis e amigas do ambiente.

A antecipação da neutralidade carbónica para 2045, juntamente com a revisão ambiciosa do Plano Nacional de Energia e Clima (PNEC 2030), demonstra um compromisso firme com a ação climática. Estas medidas, juntamente com o desenvolvimento do Livro Branco sobre o Estado do Ambiente, sinalizam uma abordagem holística e integrada para enfrentar os desafios climáticos e ambientais.

Agricultura e Florestas: Inovação e Sustentabilidade

O setor agroflorestal recebe atenção especial no plano, com o PS a propor um novo ciclo de política agrícola focado na sustentabilidade e na inovação. Apoios à pequena e média agricultura, dinamização de plataformas logísticas e maior previsibilidade nos subsídios agrícolas visam fortalecer o setor, crucial para a soberania alimentar e a coesão territorial.

As medidas propostas para combater a escassez de recursos hídricos, como a modernização do regadio, refletem uma abordagem pragmática para a gestão sustentável da água, essencial tanto para a agricultura como para a florestação responsável.

Mar: Desbloquear o Potencial Oceânico

Reconhecendo o mar como um ativo estratégico nacional, o PS pretende implementar a Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030, promovendo a biotecnologia marinha e a pesca sustentável. Estas iniciativas visam não apenas proteger o património marítimo de Portugal, mas também explorar seu potencial econômico de forma responsável.

Democracia de Qualidade e Igualdade

A promoção de uma democracia de qualidade e o combate à discriminação estão no cerne do plano do PS. Medidas para reforçar a participação democrática, a transparência governamental e o combate à corrupção refletem um compromisso com a renovação da vida pública e o fortalecimento das instituições democráticas.

O plano aborda também a igualdade de género, o combate à violência doméstica e a discriminação contra as pessoas LGBTIQA+, demonstrando uma abordagem inclusiva e progressista para construir uma sociedade mais justa e equitativa.

Conclusão: Um Compromisso com o Futuro

O Plano de Ação do PS apresenta uma visão abrangente e detalhada para o futuro de Portugal, enfatizando a sustentabilidade, a inovação e a justiça social. As propostas refletem uma compreensão profunda dos desafios contemporâneos e um compromisso firme com a ação climática, o desenvolvimento econômico sustentável e a coesão social.

Enquanto Pedro Nuno Santos e o PS se preparam para as próximas eleições legislativas, este plano servirá como um marco para o debate político e para a escolha dos eleitores. Resta saber como estas propostas serão recebidas pelo eleitorado e qual será o impacto real na sociedade portuguesa, caso o PS saia vitorioso. O sucesso destas iniciativas dependerá não apenas da capacidade do partido em ganhar as eleições, mas também da sua habilidade em implementar eficazmente estas políticas num contexto muitas vezes limitado por constrangimentos orçamentais, desafios globais e a necessidade de consenso político e social.

A ambiciosa agenda do PS coloca Portugal num caminho potencialmente transformador, alinhando o país com as melhores práticas globais de sustentabilidade, justiça social e inovação econômica. No entanto, a execução destas políticas exigirá uma gestão cuidadosa, uma colaboração intersectorial e um compromisso inabalável com os valores que norteiam este plano.

À medida que Portugal se aproxima de um momento decisivo nas suas escolhas políticas e estratégicas, o Plano de Ação do PS destaca-se como um documento de referência que moldará o debate público nas áreas críticas de desenvolvimento nacional. Será crucial acompanhar como estas propostas evoluem da teoria à prática e o impacto que terão na vida dos portugueses, no ambiente e na posição de Portugal no palco mundial.

Em última análise, o Plano de Ação do PS para Portugal é um apelo à ação para todos os cidadãos e partes interessadas, convidando-os a participar ativamente na construção de um futuro mais brilhante e sustentável para o país. Através de uma abordagem colaborativa, inovadora e inclusiva, Portugal tem a oportunidade de definir um novo padrão de progresso e bem-estar para as gerações presentes e futuras.

https://www.rtp.pt/noticias/politica/portugal-inteiro-ps-apresenta-programa-eleitoral-com-vista-a-mudanca-e-mais-acao_n1550108 

Portugal_Inteiro.pdf
3.4Mb

Morgado Jr.



*) Considere apoiar o “Estrategizando” com contribuições trimestrais de 18 euros, semestrais de 36 euros ou anuais de 60 euros, utilizando as informações bancárias fornecidas. O seu apoio é fundamental para continuarmos a informar e analisar questões críticas como esta.

NIB: 0036 0170 9910 0117 6978 7

ou

Entidade: JOFFRE JUSTINO

IBAN: PT50 0036 0170 9910 0117 6978 7, SWIFT: MPIOPTPL (solicitamos também o envio de um e-mail para editor@estrategizando.pt com o nome, o endereço e o seu comprovativo do valor da transferência realizada).