Assim a taxa de inflação terá diminuído para 1,4% em dezembro, menos 0,1 pontos percentuais que em novembro, fixando-se a variação média de 2023 nos 4,3%, segundo a estimativa rápida divulgada hoje pelo INE.

O subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) terá registado uma variação de 2,6% em dezembro (contra 2,9% no mês precedente).

Já a variação do índice relativo aos produtos energéticos situou-se em -10,5% (-12,4% no mês precedente), enquanto o índice referente aos produtos alimentares não transformados terá desacelerado para 2,0% (3,5% em novembro).

Face so mês anterior, a variação do IPC terá sido -0,5% (-0,3% em novembro e em dezembro de 2022).

Nos últimos 12 meses, o INE estima uma variação média de 4,3% (5,0% no mês anterior), uma melhoria se comparada com a variação média de 7,8% em 2022.

Em dezembro, o Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português terá registado uma variação homóloga de 1,8%, contra 2,2% no mês precedente.

O Luis Montenegro ao que consta viu a tensao arterial passar de 13 para 16 e o do Celito subiu para 19 enquanto que o sr Rocha foi proibido pelo medico de aceder às medidas da tensão arterial.

Joffre Justino 

---



*) Considere apoiar o “Estrategizando” com contribuições trimestrais de 18 euros, semestrais de 36 euros ou anuais de 60 euros, utilizando as informações bancárias fornecidas. O seu apoio é fundamental para continuarmos a informar e analisar questões críticas como esta.

NIB: 0036 0170 9910 0117 6978 7

ou

Entidade: JOFFRE JUSTINO

IBAN: PT50 0036 0170 9910 0117 6978 7, SWIFT: MPIOPTPL (solicitamos também o envio de um e-mail para editor@estrategizando.pt com o nome, o endereço e o seu comprovativo do valor da transferência realizada).