3 Fevereiro, 2023

Estrategizando

Notícias, Reflexão e Ação.

Proibir a raspadinha e a cautela nos CTT? Ou gerir melhor a aprendizagem sobre a Liberdade Rui Tavares ?

O paternalismo de Estado! Rui Tavares quer proibir a venda de raspadinhas nos CTT…

A Liberdade individual só termina onde começa a do outro e cabe a cada um optar pelo estilo de vida e pelos valores que entender.

O que colhe ainda na Liberdade é a solidariedade da espécie, da comunidade, da família em nome de um bem estar não egoista importando-se com o sair à rua e ver miséria à volta porque é um ato de pura Liberdade ser capaz de amar o outro como a nós mesmos.

E combate-se o vício, reprimindo-o?

A famosa Lei Seca mostrou que não se combate o vício reprimindo-o, mas sim tornando-o um gesto anti social como a prática anti tabagista o mostrou !

O vício do Jogo é um comportamento grave e em geral penalizador e deve sim ser denunciado como prejudicial à comunidade.

Vi aqui há uns bons anos um amigo meu abrir-me a porta a chorar pois estava a escrever uma carta para os casinos para que lhe proibissem a entrada nos mesmos pois não se controlava no jogo … tinha perdido na noite anterior 100 mil euros ( enfim o equivalente pois foi ao tempo do escudo…) e sei que o vício do jogo é terrível ( a família chegou ao ponto de o afastar dos negócios da família …)

Sei também que uma raspadinha, uma cautela podem equivaler se com dispêndio mais que diário, para uma família de baixos recursos a uma ida sem freio ao casino.

No entanto, proibir a venda de raspadinhas e cautelas nos CTT aproxima-se muito de uma Lei Seca enquanto que uma política de ‘jogar faz mal às poupanças’ como se fez com o tabaco será bem mais pedagógico e de eficácia bem maior ( as raspadinhas como as cautelas passarão simplesmente a venderem-se nas ruas…).

A opção da superação do vício faz-se reforçando a capacidade do cidadão em dizer não, ao que o pode fazer-se perder financeiramente, isto é fazendo-o aprender a gerir a sua Liberdade individual, familiar e comunitáriamente

Joffre Justino

Proibir a raspadinha e a cautela nos CTT? Ou gerir melhor a aprendizagem sobre a Liberdade Rui Tavares ?

Na verdade o Estado não pode ser o nosso papá proibidor essa tentação levou às ‘lojas do povo’ sovietistas para limitar o consumismo e o resultado foi pior que mau !