4 Dezembro, 2022

Estrategizando

Notícias, Reflexão e Ação.

México suspende cimeira da Aliança do Pacífico

Já os presidentes Gustavo Petro, da Colômbia, e Gabriel Boric, do Chile, membros da Aliança do Pacífico, visitarão o México e tudo porque haverá a ausência do presidente do Peru, Pedro Castillo, dado que o Congresso lhe negou a viagem ao México, foi a causa da medida.

O Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, confirmou esta terça-feira que a cimeira da Aliança do Pacífico agendada para esta sexta-feira no país está suspensa devido à recusa do Congresso peruano em permitir a presença do Presidente Pedro Castillo.

“A reunião da Aliança do Pacífico foi suspensa porque o presidente do Peru não foi autorizado a comparecer e é responsável pela presidência (da organização), ele iria recebê-la aqui, e estamos estudando a possibilidade de realizar um ato no Peru”, declarou López Obrador em sua entrevista coletiva diária.

Ele informou que está a ser avaliada a possibilidade de realizar um evento no Peru em dezembro ou “tomar uma decisão”, conforme acordado pelos membros da Aliança.

“É provável que possamos ir fazer a reunião lá em dezembro, na primeira semana”, disse o presidente.

Apesar da suspensão da cimeira, o presidente mexicano confirmou a visita dos demais presidentes integrantes, o chileno Gabriel Boric, e o colombiano Gustavo Petro, além do governante equatoriano Guillermo Lasso, que busca ingressar no bloco comercial.

A Aliança do Pacífico nasceu como uma iniciativa econômica e de desenvolvimento entre quatro nações latino-americanas: Chile, Colômbia, México e Peru.

A partir desse momento, a Aliança tornou-se o eixo de uma nova forma de fazer negócios no continente.