Home Opinião Manifestação contra a presença de ministro de Saúde brasileiro na Faculdade de Medicina de Lisboa

Manifestação contra a presença de ministro de Saúde brasileiro na Faculdade de Medicina de Lisboa

por Joffre Justino

Dezenas de cidadãos brasileiros e o Núcleo do PT (Partido dos Trabalhadores) do Brasil, à frente do hospital de Santa Maria contra a presença do ministro fascio bolsonarista brasileiro convidado pela faculdade de Medicina lusa.

Marcelo Queiroga, crítico do uso obrigatório das máscaras de proteção individual e um possível indiciado no relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) à gestão da covid-19, que pede o indiciamento de Bolsonaro por nove crimes, falava durante uma conferência organizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

À sua espera, um grupo de manifestantes brasileiros criticava a presença do polémico governante no evento e protestavam em frente ao hospital de Santa Maria.

“Para nós é estarrecedor o ministro ser condecorado numa faculdade de Medicina importante como esta, dentro do hospital de Santa Maria”, disse à Lusa a dirigente do Coletivo Andorinho Marisie Damin, uma das cerca de 40 pessoas que esta manhã se manifestaram junto à porta de entrada do hospital.

O ministro brasileiro é um dos visados pela investigação da comissão parlamentar de inquérito que ao longo dos últimos meses avaliou falhas e omissões na ação do Governo brasileiro na gestão da pandemia de covid-19, havendo a recomendação para que seja indiciado por dois crimes — prevaricação e epidemia com resultado de morte, sendo que neste último a moldura penal varia entre os quatro e os 15 anos de prisão, consoante se prove ou não a intenção de provocar a morte.

Foto de destaque: António Pedro Santos/LUSA

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.