Home Activismo UNITA EM HOMENAGEM A RUI OLIVEIRA

UNITA EM HOMENAGEM A RUI OLIVEIRA

por Editor

UNIÃO NACIONAL PARA A INDEPENDÊNCIA TOTAL DE ANGOLA
U N I T A
SECRETARIADO EXECUTIVO DO COMITÉ PERMANENTE DA COMISSÃO POLÍTICA

2021 – ANO DA MOBILIZAÇÃO DOS PATRIOTAS PARA A ALTERNÂNCIA DO  PODER

ELOGIO FÚNEBRE

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA tomou conhecimento, com profundo pesar,  do passamento físico do seu membro, Rui Manuel Marinheiro de Oliveira, ocorrido em Lisboa-Portugal, no dia 1 de Setembro de 2021, vítima de Covid-19.

Natural do Lobito, Província de Benguela, Rui Manuel Marinheiro de Oliveira, nasceu aos 22 de Novembro de 1947, filho de Aníbal António de Oliveira, já falecido, e Alda Raquel Monteiro Marinheiro de Oliveira.

Rui Oliveira aderiu à causa da UNITA em 1979. Por circunstâncias do contexto que se vivia, em Angola, nos anos setenta e início dos anos oitenta abandonou Angola e fixou-se em Portugal.

Tendo escolhido, posteriormente, residir no Brasil, por iniciativa própria e em coordenação com a Representação da UNITA em Portugal, desenvolveu uma intensa actividade de informação, junto de vários sectores brasileiros, sobre a situação política em Angola e a luta da UNITA pela democracia. Por esta entrega, à causa da democracia, a Direcção nomeou-o Delegado da UNITA no norte do Brasil.     

Rui Oliveira ingressou nos quadros da Representação da UNITA em 1990, onde exerceu várias funções, entre as quais a de responsável pelas Relações Públicas.

No quadro da implementação dos Acordos de Bicesse foi transferido à Luanda, em Setembro 1991, onde ocupou vários cargos.

Foi privado da sua liberdade como consequência do conflito pòs-eleitoral de 1992. Reganhada a liberdade, Rui Oliveira regressou à Lisboa, em 1993, onde teve memoráveis intervenções, nos órgãos de Comunicação Social, mandatado pela Representação da UNITA em Portugal.

Com o fim do Conflito armado em 2002, Rui Oliveira voltou à Luanda e, pela sua fidelidade, colaborou com o Partido voluntariamente e em todos os registos para os quais lhe fora solicitada a colaboração.

Militante devoto da UNITA, homem de trato fácil, um excelente comunicador, com uma invulgar capacidade de fazer e manter amizades foi colhido pela saga da Covid-19, em Lisboa, onde, infelizmente, rendeu a alma no dia 1 de Setembro de 2021.

Rui Manuel Marinheiro de Oliveira, é um dos artífices da construção do Estado Democrático e de Direito em Angola. O seu passamento físico priva Angola de um dos seus melhores filhos e a UNITA de um dos seus dedicados servidores.

Neste momento de luto e dor, em nome dos membros, simpatizantes e amigos, o Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA, verga-se perante a sua memória e endereça à família enlutada, particularmente à sua Mãe, a digníssima Dona Alda Raquel Marinheiro de Oliveira e ao seu filho, Tiago Oliveira, os seus mais profundos sentimentos de pesar.

PAZ ETERNA À SUA ALMA

Luanda, 3 de Setembro de 2021

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA

Imagem de destaque: Arquivo da RTP

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.