Home Cérebro e mente Uma questão de propósito e visão (Teste de Orientação Vocacional)

Uma questão de propósito e visão (Teste de Orientação Vocacional)

por Editor

Quando terminei o meu ensino secundário, nos finais dos anos 80, estava longe de imaginar a importância de escolhermos o curso certo em detrimento de ideias preconcebidas sobre o mercado de trabalho. Ideias preconcebidas minhas e de outro/as colegas, dos nossos pais, assim como dos nossos amigos.

“Na véspera da divulgação das vagas no ensino superior, todos os alunos deviam conhecer Jorge, Sebastião, Pedro e José. Os quatro entraram num curso e a meio decidiram mudar. Hoje estão felizes.”

Esta foi uma notícia do Observador e que me ajuda a explicar a importância dos Testes de Orientação Vocacional, que, apesar de não serem garantia total de sucesso, são efetivamente a garantia de um autodiagnóstico crítico e crucial na vida muitos alunos.

O número de estudantes arrependidos de tirarem o curso errado é notavelmente elevado, o que acaba por criar situações de frustração mesmo antes dos mesmos entrarem no mercado de trabalho.

Muitos acabam por mais tarde, exercer outras atividades que nada têm que ver com as suas áreas de estudo na faculdade. Outros, acabam por simplesmente desistir como referiu o jornal Público no título num artigo de 04 Abril 2018.

“Três em cada dez universitários não acabam o curso.”

Por todos os motivos mencionados, os Testes de Orientação Vocacional são uma proposta interessante para quem deseje ficar a conhecer-se melhor e obter um consciência crítica relativamente ao seu potencial, características, desejos e opções.

Segundo a PDA-International,

“O relatório dos Testes de Orientação Vocacional contém informação que ajuda os alunos a tomar decisões em relação ao seu futuro académico e profissional. Lembra que a orientação vocacional é um processo e este é o primeiro passo, pelo que a informação não sendo ´totalmente´ conclusiva, é uma orientação que ajudará os alunos a pensar e refletir sobre os seus interesses, as suas habilidades e as suas opções no futuro.”

Os Testes de Orientação Vocacional (TOV) são um instrumento que permite identificar a compatibilidade do indivíduo com as áreas e cursos existentes no ensino superior em Portugal e o seu perfil motivacional.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Neste caso, a Orientação Vocacional/Profissional é o acompanhamento indicado para quem está num momento de ter de decidir o seu futuro académico/profissional, aumentando as chances de realização profissional futura, evitando perdas com as mudanças de curso ou o escolar ou da própria carreira. É a possibilidade de se obter respostas para~:

  • QUEM SOU? Aqui se descobre o Perfil comportamental e as competências. A descrição dos comportamentos mais característicos e dos Pontos Fortes do aluno/profissional.
  • EM QUE SOU BOM? Inteligências múltiplas, “teoria desenvolvida a partir da década de 1980 por uma equipe de investigadores da Universidade de Harvard, liderada pelo psicólogo Howard Gardner, onde se procura analisar e descrever melhor o conceito de inteligência.”
  • O QUE ME INTERESSA? Preferências e Áreas de Estudo.
  • O QUE PODERIA ESTUDAR? Carreiras em função das preferências, das habilidades e do teu perfil do aluno/profissional.

Para os jovens ou profissionais em fase de mudança, o Teste de Orientação Vocacional surge como um instrumento de segurança face às decisões importantes a tomar no final do ensino secundário, na escolha do mestrado/doutoramento ou mesmo na escolha de uma carreira ou de mudança de carreira, tendo em conta os desafios pessoais, assim como também as questões emocionais associadas a essas mesmas decisões.

Em momentos de conflitos e incertezas em relação ao futuro, todos procuram aumentar as hipóteses de sucesso nas suas escolhas.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

No entanto, apenas os mais avisados, saberão que, consultar um Psicólogo, um Coach de Carreira ou um Consultor em Desenvolvimento Pessoal com especilização em Orientação Vocacional é a resposta mais sábia.

“Se não sabe qual é a sua missão na vida, já tem uma:

encontrá-la.”

-Viktor Frankl (Neuropsiquiatra)

Heitor Fox

Consultor e Analista PDA Internacional – Neurocoach/Trainer – #Pain Researcher – Clinical HypnoTherapist

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.