Home Saúde Eutanásia finalmente aprovada!

Eutanásia finalmente aprovada!

por Joffre Justino

O parlamento aprovou hoje a despenalização da morte medicamente assistida, a eutanásia, com os votos de grande parte da bancada do PS, do BE, do PAN, PEV, Iniciativa Liberal e 14 deputados do PSD e votos contra do CDS, Chega e PCP.

O CDS-PP esse num falso católico pensamento afirmou esta sexta-feira que irá  “tudo fazer” para que a eutanásia,  a morte medicamente assistida, seja declarada inconstitucional, logo após o parlamento ter aprovado, por maioria, a lei da eutanásia.

Assim uma declaração de voto na Assembleia da República, feita pelo líder parlamentar centrista, Telmo Correia, afirma ser  “um erro”, “uma indignidade”, “uma vergonha” a aprovação do diploma na Assembleia da República… mostrando o tipico sado masoquismo desta Lusa direita!

Ora bem expliquemos, 

A eutanásia é a associação de dois vocábulos gregos – “eu” (bem, com bondade) e “thanatos” (morte), o que significa  “boa morte”, “morte suave” ou “morte sem sofrimento” isto é originalmente é uma morte natural, tranquila, não envolvendo a intervenção de outra pessoa. 

Pensa-se que a primeira utilização da palavra eutanásia com este significado se encontra em Suetório, cronista romano, que escreve acerca da morte do imperador César Augusto no século I da era cristã: “A sua morte foi doce e tal como ele sempre a desejara, porque quando ouvia dizer que alguém morrera prontamente e sem dor, desejava para ele e para os seus um fim semelhante, servindo-se da expressão grega euthanatos”.

Em João 6:39,

39  Esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum de todos os que ele me deu,a mas que eu os ressusciteb no último dia. 40  Pois esta é a vontade do meu Pai: que todo aquele que reconhece o Filho e exerce fé nele tenha vida eterna,c e eu irei ressuscitá-lod no último dia.”

Atente-se que se a morte é inevitável, a Bíblia em parte alguma exige que se prolongue a vida de um paciente em fase terminal e a Bíblia realmente apresenta um ponto de vista equilibrado sobre este assunto. 

Segundo ela a morte é o nosso maior inimigo, resultado do pecado que herdámos conforme Romanos 5:13:1 Corintios, mas se a morte não é desejada, não necessita de ser temida, porque Deus promete ressuscitar os mortos conforme acima.

Uma pessoa que tem respeito pela vida procura o melhor tratamento médico possível o que não implica escolher um tratamento para prolongar essa fase terminal.

(https://www.jw.org/pt-pt/ensinos-biblicos/perguntas/eutanasia/ )

Assim a tese  viva a dor viva o sofrimento vivam as experiencias em humanos que se esondem nessa proibição da eutanásia!

Disse Telmo Correia, “o que tem a oferecer aos portugueses é morte” numa altura em que o país vive uma crise pandémica “com milhares de mortes” mostrando como vivem deste abusivo uso da morte.

Claro que Telmo Correia se atira gato a bofe ao diploma querendo que ele seja declarado inconstitucional, embora sem adiantar como o fará.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.