Home Activismo E começou, a 24 de janeiro de 2021, na verdade, um novo ciclo político em Portugal

E começou, a 24 de janeiro de 2021, na verdade, um novo ciclo político em Portugal

por Joffre Justino

MRSousa queira o PS ou não,  deu a mão (e que mão) ao sr Ventura que, com o estatuto recebido “de igual” ficou em segundo lugar em 11 dos 18 distritos e em 192 concelhos do país, o que vai originar estranhas surpresas nas eleições locais!

Imaginemos que o grupito do sr Ventura consegue organizar listas em 30% dos 192 municípios ( 57 municípios) e que até ganha em uns 6 desses municípios …

Ficará então o grupito do sr Ventura já estabelecido “no sistema” sendo contra o mesmo e com potencial de crescimento posterior bem superior ao que o CDS alguma vez teve e com meios humanos e financeiros capazes de sustentar o crescimento. 

E claro, na certeza de ter vereadores em outros tantos municípios e ou membros nas Assembleias Municipais nos mesmos!

Eis o resultado, um deles, desta aventura marcelo/cesarina e continuamos a achar que surgirão bem mais maus resultados deste desnecessário “encosto à direita” tão valorizado nos media que o governo de António Costa escolheu para subsidiar! 

… Não há media neutros não e os de partido nao chegam!

Como o dissemos inúmeras vezes, as Esquerdas optando por não incentivarem medias das Esquerdas ( exceto os seus jornais partidários), incapazes de se reconhecerem num diálogo/debate livre com as cidadanias foram-se isolando da grande maioria de cidadãs e cidadãos forçados a conviverem ainda por cima com media manipuladores centrados nas Direitas, que usam e abusam do controlo das mentes! 

Fizemos um bom combate com o Estrategizando e chegámos ao limite das nossas capacidades três anos passados desde o surgimento do jornal online!

Ao final deste mês terminamos esta nossa caminhada, certos que outros farão melhor que nós este caminho pois sem apoios fomos, até onde pudemos! 

Tendo começado este novo ciclo politico com a terrível visão de um renascido fascismo em Portugal em fase incipiente mas à vista de todos é com pena que largamos o campo dos meios de comunicação social mas nada há a fazer! 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.