Home Cidadania Votar ou não em Marcelo?

Votar ou não em Marcelo?

por MorgadoJr

Durante largos meses estive a pensar se deveria ou não manifestar a minha intenção de voto no candidato e atual Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.

E cheguei à conclusão que sim, que seria o meu dever enquanto cidadão, manifestar-me e assumir publicamente uma opção que não tem alternativa face às opções existentes!

Em primeiro lugar porque entendo a política não de uma forma dogmática, não obstante perceber que muitas vezes temos de estar alinhados com a corrente com que mais simpatizamos, e como tal, posso ser um livre pensador de esquerda e votar num candidato de direita, quando isso signifique colocar os interesses da nação acima dos interesses partidários.

Em segundo lugar porque entendo que o Professor Marcelo Rebelo de Sousa exerceu de forma exemplar o seu primeiro mandato, permitindo que, num momento crítico para Portugal, a “Geringonça” provasse que é possível governar sem ser com a troika e com os troikados.

E, em terceiro lugar porque o Presidente Marcelo soube ser um líder que Portugal precisava, um líder de afetos, que se provou ser tão importante para elevar a autoestima da nação, tal como para através de exemplos simples, provar que liderar, mais do que dar ordens, é um exercício de bom senso, equilíbrio e dar o exemplo.

E muitas foram as situações ao longo do último mandato em que, não fosse o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, e isto já teria estourado de vez!

Essas são as três principais razões que me levam a tomar esta decisão, a de votar Marcelo, consciente dos riscos que o futuro reserva, na eventualidade deste candidato e atual Presidente da República não manter a coerência e a sensatez que teve ao longo dos últimos anos.

Com isto não quero dizer que esteja de acordo com todas as suas decisões e posições, nem que comungue com o mesmo, a sua cor partidária, quero apenas, única e simplesmente, dizer que não vislumbro ninguém que seja uma garantia de estabilidade e seja um líder melhor, com tantas provas dadas como as que deu o Presidente Marcelo, ao garantir que o PS, através da liderança de António Costa e a “Geringonça” mostrassem o porquê de ser importante construirmos uma sociedade, diversa e inclusiva que nos una enquanto Comunidade de Países de Expressão Portuguesa.

Quem não se lembra das visitas do Presidente Marcelo a Angola e a Moçambique?

Assim disse,

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.