Home Covid-19 Medidas Anti-Covid de Fim de Ano/Ano Novo

Medidas Anti-Covid de Fim de Ano/Ano Novo

por Nardia M

Não podem haver as Festas de Fim de Ano / de Ano Novo estão “totalmente cortados”os ajuntamentos no Terreiro do Paço ou noutros locais  não teremos fogo de artifício nem concertos ao ar livre nem Bares, nem discotecas e outros estabelecimentos de diversão noturna.

Este amo a passagem de ano será em casa com a circulação na via pública proibida a partir das 23h00 de dia 31 de dezembro e todos de norte a sul do território nacional, sem exceções, teremos  de estar em casa à hora  das 12 badaladas o fim de 2020 e do nascer o  2021.

Nao poderemos viajar no último dia de 2020 e nos primeiros dias de 2021 pois entre as 00h00 de 31 de dezembro e as 5h00 do dia 4 de janeiro de 2021 é proibida a circulação entre concelhos.

Entre quinta-feira e segunda-feira só se justifica a saída do concelho por “motivos de saúde, de urgência imperiosa ou outros especificamente previstos”, de acordo com o decreto do Conselho de Ministros.

Teremos um recolher obrigatório a partir das 23h00 na noite de 31 de dezembro e nos dias 1, 2 e 3 de janeiro a partir das 13h00 e até às 05h00 do dia seguinte.

No 31 de dezembro, o funcionamento dos restaurantes em Portugal continental só é permitido até às 22h30.

Nos dias 1, 2 e 3 de janeiro os restaurantes só podem estar abertos até às 13h00, exceto para entregas ao domicílio com os contactos sociais a terem dd ser limitados e o distanciamento físico a manter-se.

Nos restaurantes, o número de pessoas em cada grupo nao ultrapassará  as seis em todo o território continental, salvo se pertencerem ao mesmo agregado familiar, e até na via pública estão proibidos ajuntamentos com mais de seis pessoas.

Nos Açores será até 7 de janeiro que todos os estabelecimentos de bebidas e similares, com espaços de dança, estarão encerrados e os Bares e outros estabelecimentos de bebidas têm de encerrar até às 22h00.

Na Madeira, mantem-se o desastre com o tradicional espetáculo de fogo-de-artifício de final do ano, dizem que sem aglomerações de mais de cinco pessoas na rua ( está-se mesmo a ver con os irresponsáveis ingleses) e com o Governo Regional a fazer de conta que  recomenda aos madeirenses e turistas que vejam o espetáculo em casa, através da internet ou televisão.

E à Fatima o Funchal tem  mais de duas mil “bolhas”, com espaço para até cinco pessoas, para que quem queira assistir ao fogo-de-artifício com  o distanciamento.

Quem regresse à região autónoma da Madeira para passar o Ano Novo, será obrigado  a dupla testagem para estudantes madeirenses no exterior e “residentes emigrantes” e o segundo teste PCR de despiste ao SARS-CoV-2 deve ser realizado entre o quinto e o sétimo dias após a realização do primeiro. Entre o desembarque e a realização do segundo teste, deve ser feito isolamento profilático no domicílio.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.