Home União Europeia A Escócia retoma o Direito à Independência

A Escócia retoma o Direito à Independência

por Joffre Justino

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, defendeu hoje ser tempo desta província britânica se assumir como uma “nação europeia independente”, dada a conclusão do acordo comercial pós-‘Brexit’ entre o Reino Unido e a União Europeia.

Note-se que “O ‘Brexit’ chega contra a vontade do povo da Escócia”, pois a maioria dos escoceses, 62%, votou contra a saída do Reino Unido da UE, escreveu Nicola Sturgeon na rede social Twitter, sublinhando: “Nenhum acordo poderá compensar o que o ‘Brexit’ nos tira” e por isso “É hora de traçar o nosso próprio futuro como nação europeia independente”, disse. 

Mas a verdade é que a Escócia precisa da autorização de Londres para realizar um novo referendo sobre a independência.

Michel  Barnier e Ursula Von der Leyen em conferencia de imprensa anunciaram, “Chegámos finalmente a um acordo. Foi um longo caminho, mas temos um bom acordo, que é justo e equilibrado”, 

Foi pois evitado um ‘divórcio’ desordenado, estabelecendo um acordo de comércio livre que regerá as relações futuras mas as ondas de choque do Brexit não acabaram e para já é a Escócia que levanta a bandeira da Independência e duvidosamente ficarão por aqui pois para além dos impactos no Reino Unido iremos assistir ao recrudescimento destes anseios a afetar a Espanha, a França, a Itália, a Alemanha, a Bélgica … 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.