Home Brasil Milton Nascimento é um aniversariante com 78 anos e é homenageado com um single e uma série

Milton Nascimento é um aniversariante com 78 anos e é homenageado com um single e uma série

por Joffre Justino

O  contor e compositor de Três Pontas completa 78 anos e continua a ser referência para artistas de várias gerações

bituca.PNG.png

“Você é o rei da floresta, da mata brasileira. Meu taquaraçu de espinho, meu carioca mineiro. Meu amor e meu carinho, uirapuru verdadeiro. O amador de passarinho”, disse Tom Jobim sobre Milton Nascimento, a quem passou a chamar de Yauaretê, nome aliás, de um dos discos mais importantes da carreira de Bituca, lançado em 1987.

O carioca que bem criança se mudou para Três Pontas, no Sul de Minas, recebeu as homenagens de fãs  anônimos e também famosos como Gal Costa, Gilberto Gil e Lô Borges, seu grande parceiro e amigo

O cantor, compositor e multi-instrumentista ganhou presentes nesta data especial como do duo Beraderos, formado pelos músicos, compositores e atores Ravel Andrade e Danilo Mesquita e que têm Milton justamente como padrinho musical. 

Depois do lançamento no começo do mês da música “Felicidade”, o grupo dá sequência ao lançamento de singles com a chegada de “Caminhar” às plataformas digitais, fruto da parceria da Nascimento Música com a Biscoito Fino.  A faixa, inclusive, conta com a participação do aniversariante do dia nos vocais.

Outro motivo para Milton celebrar – aliás, não só ele, mas, principalmente, seus admiradores, é  “Clubversão Latino”, série documental produzida pela HBO, que lança na quarta (28) mais 13 episódios, no canal Cinemax. 

Na produção, cantores e músicos brasileiros e latinos se encontraram em um estúdio em São Paulo para gravar uma versão de um clássico, que foi definido anteriormente pela produção do programa. O segundo episódio traz a gravação de “While My Guitar Gently Weeps” dos Beatles, interpretada por Bituca e Tiago Iorc.

A música esteve na vida de Milton Nascimento desde garoto. Com apenas 2 anos de idade, já brincava um piano na casa de seus avós e ganhou uma sanfoninha de 2 baixos, que foi seu primeiro instrumento. 

Ao longo de mais de meio século de trajetória, colecionou sucessos seja sozinho ou em parceria como “Travessia”, “Maria Maria”, “Nos Bailes da Vida”, “Encontros e Despedidas” (todas com Fernando Brant”; “Clube da Esquina” e “Tudo que você Podia ser” (com os irmãos Márcio e Lô Borges), “Cais”, (Ronaldo Bastos) e “Coração de Estudantes” (Com Wagner Tiso), só para citar alguns. 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.