Home Direitos Humanos Vive La Republique Française! Vive le Laicisme!

Vive La Republique Française! Vive le Laicisme!

por Joffre Justino

Solidariedade com os assassinados pelo fanatismo de alguns islâmicos, Paty, Simone Barreto Silva, Kakavelakis e os demais!

Tenho orgulho no meu nome herdado de meu pai, Joffre, que o recebeu de um tio avô meu, Artur Valença, Republicano e Socialista de cepa rija!

O meu tio avô Artur que nos mandou um telegrama de parabéns a mim e ao meu irmão Fernando por termos sido “condenados” por razões políticas pelo fascismo trouxe o nome à família Justino ( ou Justino Alves, ou Valença Justino) porque estando a estudar alta costura ( dizia-se assim à época), em Paris, quando rebentou a I Guerra e Republicano que era liderou um movimento de Jovens que se voluntariou para aderir ao exército francês e defender a França das garras absolutistas e expansionistas da hoje Alemanha! 

Foi ferido em combate descobriu-se que era menor e assim foi medalhado pela França e recambiado para Portugal, para o Porto a sua cidade ( corre no mujimbo familiar que não veio só pois raptou a filha do embaixador de Portugal em França) e chegou ao Porto no dia em que nasceu meu Pai, a  1 de Outubro! 

Daí o meu Pai ter-se chamado Joffre ( nome de um marechal da França e que liderou a batalha em que o meu tio avô foi ferido) e eu ter herdado o mesmo nome que infelizmente não me deixou o Estado português que transmitisse ao meu Filho. 

Sou na verdade  um Amigo da França Republicana, da França da Revolução Francesa, da Comuna de Paris, da Resistência anti nazi ( que sempre contou com a simpatia do meu tio avô Artur), de Sartre e Simone Beauvoir, de Cohn Bendit e do Maio/68 ! 

Quanto à Laicidade sendo crente em Deus sou pela total Separação entre a Igreja e o Estado, pela Lei da Separação da igreja do Estado de Afonso Costa de 20 de Abril de 1911 e lamento que a atual República se mantenha submissa ao vaticanismo, à igreja católica, numa relação tão desigual tão vantajosa para esta igreja e tão pouco para o Estado como se vê na forma como os lares de idosos baquearam ao covid-19 por inequívoca má gestão dos recursos recebidos de todas e todos nós! 

page1-250px-Lei_da_Separacao_do_Estato_das_Igrejas_20_abril_1911.pdf.jpeg

Hoje anos 20 do século XXI a França é alvo da violência estúpida da mais estúpida das estúpidas religiões fanáticas a islâmica nas suas seitas mais estúpidas, tendo sofrido três ataques assassinos dessas estúpidas seitas com mais esse assassinato à bala de um padre ortodoxo que pacificamente encerrava a sua igreja! 

O padre Nikolas Kakavelakis, grego, como Samuel Paty, como a nossa falante em portugues a Baiana de Salvador, Simone Barreto Silva, como os restantes assassinados são vitimas do ódio fanático estúpido e são Heróis da Tolerância como a França é heroína da Laicidade! 

E na verdade não se entende que o protesto em Portugal seja tão silencioso! 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.