Home Covid-19 Uma sondagem anuncia o óbvio : uma elevada maioria quer as esquerdas a viabilizar o Orçamento e quer o Governo em funções

Uma sondagem anuncia o óbvio : uma elevada maioria quer as esquerdas a viabilizar o Orçamento e quer o Governo em funções

por Joffre Justino

O que a sensibilidade vinda da experiência política  nos dizia é confirmada por uma sondagem da Aximage para a TSF/JN 

Quando se pergunta se o Governo se deve ou não se demitir caso o Orçamento seja chumbado, 67% respondem que não e os os eleitores do BE e do PCP são favoráveis a uma viabilização do OE2021 já que a ideia de que a esquerda deve viabilizar o Orçamento  é apoiada por 68% dos eleitores do Bloco e 61% entre quem vota no PCP. 

Na verdade até entre quem assume o voto no PSD, 64%  defende que o Governo deve 

permanecer em funções.

image.aspx.png

Há somente 17% de suicidas e que consideram que o Governo devia bater com a porta caso chumbasse o OE2021, e entre eles estão, sobretudo, os eleitores do Chega e do Livre, os únicos onde a hipótese de demissão do Governo leva vantagem sobre o cenário de continuação em funções. 

O eleitorado do CDS surge dividido entre as duas hipóteses com 16% dos inquiridos a dizerem que não sabem ou não respondem a esta pergunta.

Aliás, esta opção favorável a deixar passar o OE tem largo apoio em todos os grupos etários e regiões. 

No geral, 60% dos inquiridos defendem que a esquerda deve viabilizar a proposta orçamental, contra estão apenas 14% que defendem um chumbo e mais de um quarto dos inquiridos (27%) não sabem ou não respondem.

Deixamos pois um conselho às três pessoas entidades que geraram este quase impasse pois todos os três estão bem negativamente marcados como é natural no eleitorado que de burro nada tem – a) o PR das selfies que deixe de se intrometer na atividade do Executivo e se fique por passeios noturnos no palácio de Belém ( talvez a caçar gambuzinos); b) no PS as suas alas mais direitistas que se cuidem e metam o violão no saco se querem o PS a governar pois terá de o fazer às Esquerdas ; c) a dita Mesa do BE que apresente a demissão pois c.1) desconhece o eleitorado que representa, e c.2 esquece que já nao vivemos no festivalismo do prec onde todo o discurso tinha sempre um ouvinte na rua e um era a revolução ( pobre dos Marx e Engels) mais c.3  as Esquerdas prefeririam mais mas antes um menos que os desaires passospórtistas com novos atores!

Estamos convictos que o BE perderá para cima de metade do seu eleitorado se não recuar como estamos certos que hoje o PR das selfies deixou de colher boa parte das simpatias que teve no eleitorado do PS ficando com os votos dos dirigentes e famílias que acharam bem e também alimentaram a divisão das Esquerdas… Antonio Costa que se cuide! 

Não lembra nem ao macaco que numa crise sanitário global acrescida de uma económica global e consequentemente social global alguém ache que é aceitável votar contra ( ou alimentar um ambiente de tensao oh dirigentes das alas direitas do PS oh PR das selfies!) um essencial OE com poucochinho que seja mas a poder apoiar os mais frágeis que vivem atemorizadíssimos à espera da vacina que tarda em vir! 

Não há aqui o tempo de uma falsa “luta de classes” ( feita no sossego da AR e transmitida via media) pois o que há é a Luta Contra o Covid-19! 

Que as habituais tolas minorias herdeiras dos pides e legionários se esmifrem no imitar as tolices vindas das espanhas alemanha e reinos unidos atura-se mas tal vir de gente consciente e das Esquerdas é inaturável! 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.