Home Opinião OE21 o desastre para o país a acontecer tem responsáveis – as alas direitas do PS e o sectarismo do BE!

OE21 o desastre para o país a acontecer tem responsáveis – as alas direitas do PS e o sectarismo do BE!

por Joffre Justino

O desastre para o país a acontecer  tem responsáveis – as alas direitas do PS e o sectarismo do BE!

Antonio Costa escolheu segurar-se nessa ala direita do seu partido que bloqueou o inovação na gestão dos Recursos Humanos bloqueando a negociação coletiva de trabalho  alimentando a crise no SNS e nos Direitos económicos e sociais e como se vê perde!

Assim, se fossemos militantes do PS estaria a pedir a demissão de Carlos César, de Ana Catarina Mendes, de José Luis Carneiro nas estruturas do PS e de Santos Silva, MNE, de Ana Mendes Godinho ministra do Trabalho e de João Leão ministro das Finanças 

E perante o BE ha que dizer que este seu sectarismo PECIV(ista) só nos leva a dizer Não Votaremos Marisa Matias (!) nas Presidenciais e Apoiaremos o Voto em João Ferreira e em alternativa Ana Gomes, por causa do apoio do PAN que geriu o bom senso no seu voto no OE  e da autonomia de espirito de Ana Gomes! 

Claro que nos é impensável votar à Direita, isto é, ao selfies!  O PS que pague sozinho essa factura (e como lamentamos as posições de António Costa de Ferro Rodrigues e de João Soares) 

Olhemos para o Parlamento

PS – 108 deputados 

         Abstenção no OE 

            PCP – 12 deputados

            Verdes – 2 deputados (?) 

            PAN – 3 deputados (+1) (?)

          Votos Contra 

PSD – 79 deputados 

CDS –   5 deputados

BE –     19 deputados

Ch –       1 deputado

IL –         1 deputado

Subtotal – 105 deputados

Casos em duvida JKMoreita + CRodrigues Deputada ex-PAN + Verdes = 4 deputados 

Podemos portanto ter ao limite uma derrota no OE mas sendo mais credivel uma vitória minimalista que pode ir aos 108 versus 107 votos de deputados tudo dependendo de JKMoreira ( seguirá o BE? Seguirá o PCP?) 

O BE tem 20 deputados a votar ( sejamos maldosos mas sem qualquer fundamento) com o sr. Ventura e a restante Direita o que merece em face desta crise pandémica uma forte penalização e de nós a Recusa em votar na candidata do BE Marisa Matias, pois não é compreensível este radicalismo bloquista até dada a fragilidade de argumentos da sua líder Catarina Martins. 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.