Home Economia Os países mais pobres do mundo dizem-nos respeito

Os países mais pobres do mundo dizem-nos respeito

por Nardia M

Do Banco Mundial só nos chegam desgraças e hoje veio a noticia que a dívida dos países mais pobres do mundo atingiu um recorde de US$ 744 bilhões em 2019, e note-se antes do início da pandemia do coronavírus. 

Segundo este braço da imposição do subdesenvolvimento a sua última edição do relatório Estatistica da Divida Internacional  mostra que a dívida das 73 nações mais pobres do mundo cresce 9,5% ano a ano.

E entre elas estão Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, os 73 países elegíveis para a Iniciativa para a Suspensão da Divida.   

Para o Banco Mundial, tal releva “uma necessidade urgente de credores e tomadores de empréstimos colaborarem para evitar o risco crescente de crises de dívida soberana desencadeadas pela pandemia da Covid-19” e claro o lançamento do estudo coincide com as reuniões do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, FMI os dois braços da desgraça global.

Desde março, diz este Banco Mundial que com as empresas e as fronteiras fechadas para impedir a disseminação da Covid-19 desgraçaram-se as economias em todo o mundo e em abril, o grupo das 20 maiores economias do mundo, G20, endossou a suspensão da dívida para os países mais pobres. 

Segundo o presidente do Banco Mundial, David Malpass, tal alívio é bem mais fraco que o necessário tem sido mais fraco do que o esperado e porque “nem todos os credores participam totalmente” na iniciativa pois foram concedidos US$ 5 bilhões do total de US$ 8 a US$ 11 bilhões previstos. 

O peso da dívida dos países mais pobres com credores governamentais, a maioria deles integrantes do G20, atingiu US$ 178 bilhões em 2019.

Malpass lamentou a falta de participação dos credores do sector privado, e avisou que as economias mais ricas não cumpriam sua parte. 

Na verdade como anda mal esta CPLP… e ainda dizem que a lusa diplomacia funciona? 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.