Home Opinião Fado, Futebol, Fátima…?

Fado, Futebol, Fátima…?

por Joffre Justino

Nao estamos especialmente interessados nos gostos gastronómicos nem de António Costa, nem de Fernando Medina, nem de Rui Rio e muito menos de MRSousa e tirando as revistas de restauração e hotelaria entendemos pouco as razões da importância das vichysoisses entre Paulo Portas e MRSousa!

Muito menos estamos interessados nos gostos futebolísticos dos mesmos e o que nesse campo nos pode preocupar é a exagerada maioria de sportinguistas na equipa do Estrategizando mas nunca ao ponto de fazer de tal, um escândalo.

Daí que entendamos que Antonio Costa se recuse a comentar o seu apoio à reeleição do presidente do Benfica no encerramento do XIX Congresso da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) do PS, no pavilhão Paz e Amizade, em Loures.

Se já nao se pode ser benfiquista… e sim no Estrategizando exigimos esse direito ( ao erro ou à virtude conforme as opções..) 

Mas ja nao concordamos que o primeiro-ministro possa argumentar que a inclusão na comissão de honra da recandidatura de Luís Filipe Vieira não é matéria que esteja relacionada com a sua vida política.

Está!

A Democracia é isso mesmo a possibilidade da convivencialidade entre o Diverso! E por isso não entendemos que Rui Rio se tenha esquecido do violento divórcio que gerou em o municipios do Porto e o FCPorto. O que nao esquecemos até porque a causa do divórcio com a câmara, tenha sido uma guerra de Rio sobre o Plano Pormenor das Antas.

O projeto da autoria do arquiteto Manuel Salgado, alguém que não é nada meu amigo envolvia a construção do Estádio do Dragão e de um grande complexo desportivo, várias acessibilidades e áreas comerciais.

Rui Rio recusou o projeto desde que foi eleito com pouco convincentes argumentos e imiscuindo a politica com o futebol olhando para as despesas e nao para as receitax qur vitism para o municipio desse projeto com Pinto da Costa a em março de 2002, ter tido de suspender as obras do Estádio do Dragão.

image.aspx.jpg

“Este processo é uma prova inequívoca da falta de senso do presidente da Câmara Municipal do Porto”, acusou na altura o líder portista e nós lembramo-lo hoje!

Dessa guerra veio o ridiculo e nos 13 anos de Rui Rio na liderança da Câmara do Porto (2002-2013), o FCP nunca festejou os títulos conquistados durante esse período na varanda da autarquia como era tradição!

“Não vou fazer nenhum comentário sobre um assunto que não tem rigorosamente nada a ver com a vida política nem com as funções que exerço ou exerci”, afirmou António Costa que recordou que “liberdade de expressão é, felizmente, algo que existe em Portugal. Da minha parte, não faço nenhum comentário, não tenho nada a dizer sobre uma matéria que não tem rigorosamente nada a ver”.

O jornal semanário Expresso por acaso do n.o 1 do PSD hoje de Rio noticiou este sábado que Costa e o seu sucessor na Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, fazem parte da comissão de honra de Vieira para as eleições benfiquistas em outubro.

Também não gostamos de Luis Filipe Vieira mas precisamente por nao gostarmos dele dizemos que até que a justiça diga o contrário ele é inocente como o Expresso ja disse ( ou pensou) sobre Ricardo Salgado e o caso BES!

Portugal é desde o Ferro de Salazar Fado Futebol e Fátima os tais três efes” que agora se quer fingir que não é a marca do salazarentismo cinzento de salazar! 

O Fado salazarento era a noite da prostituição  pequeno burguesa  o Futebol salazarento era o desporto pequeno burguês da inépcia desportiva e Fátima era e sempre foi e será a submissão ao fetichismo oficial pequeno burguês quando não ia às bruxas 

Aliás temos sobre Amália Rodrigues, as maiores reservas quanto ao seu Fado mas reconhecemos a sua voz ainda que acreditemos que a força da Severa se perdeu nos 48 anos de fascismo como sempre admiramos e tivemos pena de Eusébio 

Na realidade a opção de Antonio Costa e Medina releva a hodierna politica de gestos “à palco” sem aparente conteúdo ideológico mas na realidade gravido de ideologia – hoje o futebol é uma roleta da alta finança com esta a adquirir os clubes a fazer deles sociedades anónimas do Polo Norte ao Polo Sul com gladiadores à “Roma time” felizmente sem mortes à vista nos estádios 

Mas como entretanto nasceram os media também da alta finança nada como hipnotizar as pessoas com o espetaculo futebolistico que arrumou para “o armário”  a “política” sendo um sucedâneo desta mas sem revoluções nem mudanças intempestivas dd governo!  

O ato é politico porque pretende fazer o que se queria – um show no showbizz do mix política / futebol mostrando que o lider é como nós vive o futebol como nós e como nós tem os seus lideres futebolísticos nao sendo importante nem Luis Filipe Vieira nem o Benfica nem o que os media dirão porque o que conta é que as eleições no Benfica sao mais importantes que as Presidenciais.

Nao sao e Costa e Medina perceberão tal já bem tarde ! … na verdade com 8 candidatos presidenciais nem uma palavra sobre eles mas uma assinatura para o Luis Filipe Vieira … isso sim! 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.