Home Opinião EKUS do meu Canto (Nrº 7 ) – A Crónica de Fernando Heitor

EKUS do meu Canto (Nrº 7 ) – A Crónica de Fernando Heitor

por Fernando Heitor

TEMA:- Bem Haja o novo hospital do Bié 

A inauguração hoje, dia 12 de Setembro, do novo hospital do Bié pelo Presidente da República, é indiscutívelmente, um bom feito. 

Uma lufada de esperança em melhores dias no que a degradante saúde pública deste Pais, diz respeito . Encaixa bem na desafiante e bem sonante palavra de ordem que o MPLA e seu Presidente, anunciaram  por ocasião da campanha eleitoral de 2017.  Para quem não se lembra :- “ Corrigir o que está mal e melhorar o que está bem “! 

Vem isso á talhe de foice, por ocasião da visita do Presidente JLo ao Kuito/ Bié , província natal do Rei Ekuikui e seus distintos substitutos, para proceder a dita inauguração ! 

Bié, é a província mais central de Angola, o seu coração tal como a Bélgica o é para a União Europeia. Bié foi palco de muita guerra no tempo colonial e durante a guerra civil que assolou este País, depois da independência. 

Foi lá que o finado  Presidente Savimbi ( Unita ) construiu o seu último bunker e resistiu na luta final, pela Paz e Democracia que hoje temos em Angola ! 

Convenhamos , deu a sua vida por isso! 

No Bié nasce o maior rio de Angola que orgulhosamente dá nome á moeda nacional  e curiosamente passa por Kaxicane ( Icolo e Bengo) aldeia natal do Fundador da Nação ( Agostinho Neto) e vai tranqüilamente desaguar no Oceano Atlântico em Luanda, capital do País, ali mesmo na Barra do Kwanza, no limite da Reserva Natural da Kisssama. 

Gostei do que vi , um hospital de “ encher o olho “ e que a todos os angolanos deve orgulhar ! Tomara que outros hospitais tão bem equipados e arquitectónicamente concebidos ( design) sejam construídos em mais províncias ! 

Mas isso, é como tudo ! 

Obras nos sectores da Educação e Saúde, não se valorizam apenas pelo seu perfil arquitectonico e custo, mas principalmente pelos ganhos na prestação de serviços de qualidade aos seus utentes. Angola precisa gritantemente de bons serviços de saúde em todas as dimensões e por falta deles, muitos cidadãos têm procurado noutros países limítrofes e longínquos da Europa e América, o que lhes falta cá . 

Isso  tem obrigado o Estado ao dispêndio de quantias milionárias em Juntas médicas !  

Cidadãos da classe média e alta, incluindo governantes, deputados, dirigentes partidários e de empresas e igrejas, grosso modo, preferem fazer seus chek-ups e tratamentos médicos, no exterior do País .  Vai sendo pois, hora do Executivo entender que deve reverter esta situação, poupando milhões de dólares. 

JLo deu o mote e falou sobre isso e ainda bem !  Precisamos de bons  hospitais e de referência, no nosso país, para deixarmos de rumar para o estrangeiro a cada enxaqueca,  dor de barriga ou de coluna que tenhamos! 

Mas é aqui que a “ porca torce o rabo “ ! 

Bons hospitais só se conseguem com quadros bem qualificados  em todos os níveis hierárquicos, a par de bons equipamentos e técnicos com bons  conhecimentos no seu manuseio e na sua manutenção. 

Outro aspecto importante a não descurar tem a ver com a disponibilidade de medicamentos e de material gastável . A maioria dos nossos hospitais públicos, tem uma enorme falta disso. São os familiares dos pacientes que têm de suprir essa falta, o que devia envergonhar os funcionários do Sector  e principalmente o Governo. 

Angola tem falta gritante de especialistas. Há milhares de médicos e paramédicos formados, sem emprego  e agora, com hospitais da dimensão e qualidade técnica do novo hospital do Bié, está lançado o desafio para que o Governo de JLo comece a enquadrar esses jovens, mas não sem antes melhorar a sua qualificação técnica, através de cursos intensivos de superação de conhecimentos e estágios profissionais!  

A questão salarial é também um aspecto importante a rever, para aumentar a motivação e a fidelização dos profissionais a uma única instituição de saúde e não a várias como acontece ! 

Bem equacionados e resolvidos todos estes  “ gargalos de estrangulamento “, acredito que  será possível tirar um grande proveito destes investimentos públicos de qualidade . Já vimos alguns outros no passado, inaugurados com muita pompa e circunstância, mas que depois de alguns poucos anos, degradaram-se  pelos motivos antes referidos e principalmente por insuficiência de dotações do OGE e má gestão. 

Enfim…. Pelos vistos JLo parece preocupado em melhorar a sua popularidade bastante baixa e corre atrás do prejuízo ! Se ainda vai ou não a tempo até as próximas eleições não sei, mas o que sei e me interessa mesmo, é que Ele por essa via, continue a “ resolver os problemas do povo “ e a “ Corrigir o que está mal “ no domínio da Saúde, enquanto for o Presidente de Angola e Titular do Poder Executivo .  

Bem Haja . 

Xaleno Kiambote ! Fiquem bem .

Por:- Fernando Heitor, em Luanda, Angola

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.