Home Activismo Campo de Refugiados de Moria, Grécia, Ilha de Lesbos, Moria

Campo de Refugiados de Moria, Grécia, Ilha de Lesbos, Moria

por Dulcinha Machado

Campo de Refugiados de Moria, Grécia, Ilha de Lesbos, Moria. Agosto de 2019.


Estas três fotografias tiradas por mim, em agosto, contam três histórias. Este muro, esta árvore contam várias histórias. Histórias que são contadas em “segredo”, que são ouvidas pelo vento, histórias de um passado violento, de um presente esquecido e de um futuro incerto.

Uma família que, ao fim do dia, reunia-se debaixo de uma árvore colorida pintada no muro, que lhes fazia lembrar as cores de outro tempo que tiveram de deixar para trás por causa da guerra.

Um menino que brincava com uma folha e um pau, enquanto sonhava que, um dia, poderia ter uma árvore só para si, onde construiria o seu baloiço mágico.

Um homem que, todos os dias, à mesma hora, se sentava debaixo daquela árvore e ficava a olhar para o horizonte distante, repleto de memórias de uma vida.

Estas e milhares de outras histórias viviam dentro do pior campo de Refugiados da Europa.

Numa das imagens que vi do incêndio, reconheci o muro e a árvore. Um simples muro e uma simples árvore, mas o escape de muitas daquelas pessoas. O incêndio não destruíu só o campo, o espaço físico, também destruíu histórias, pessoas, lugares e vidas.

Mais uma vez, estas pessoas estão sozinhas, mais uma vez, estas pessoas têm de voltar a fugir, mais uma vez, o mundo em geral tenta fechar os olhos.

Dulcinha Machado

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.