Home CPLP … e um “espanhol” quer o quê em Portugal? Uma resposta politicamente incorreta ao sr. Ventura mais ignorante que fascista!

… e um “espanhol” quer o quê em Portugal? Uma resposta politicamente incorreta ao sr. Ventura mais ignorante que fascista!

por Joffre Justino

“A origem do nome Ventura é Espanhol. Felicidade, boa sorte.

Significado do Nome Ventura Espanhol:”felicidade, boa sorte”.

Ventura é um nome Latim de gênero Feminino.

Escrever, lembrar e pronunciar o nome Ventura é considerado razoável.”

( in, https://www.significadodonome.com/ventura/) 

Noutra localização das redes sociais o nome vem de Itália com historia e tudo mas o importante face ao sr Ventura eleito deputado quase certamente por pides filhos e netos enfim a extrema direita que destruiu um imperio de 5 seculos  é que p sr em causa tende a ter origem “nao portuguesa” algo que aliás deveria explicar já que pega no assunto para os outros mais valia começar pelo proprio!

Agora este “espanhol” ( ou “italiano”) comete uma inconstitucionalidade apresentando um projeto de lei para limitar “o exercício do cargo de primeiro ministro, ministro e secretários de estado e apenas a indivíduos portadores de nacionalidade originária” 

Na verdade este jovem ignorante do que diz ser seu país Portugal desconhece os migrantes cruzados de varias origens, ou os que cá ficaram por decisão do fundador judeus e árabes viventes em Lisboa e outras praças conquistadas, mas claro   borgonheses como o

Pai do Fundador , e outros franceses que por vários momentos vieram para Portugal, ( Madeira e Açores).

Desconhece também a expansão portuguesa a I Globalização que honra o Império entre virtudes e maldades ( talvez não saiba que face a invasões afro no reino do Congo dos famosos jagas quem salvou este reino a pedido do rei conguês foi Portugal) como não deve saber que houve casamentos mestiços mesmo durante o período da escravatura e que o ódio da elite lusa ao marquês de Pombal se centra na verdade em um líder mestiço! 

Desconhece claro os muitos documentos que provam que os portugueses eram  em grande quantidade negros, mestiços, asiáticos de várias origens, e indios latino americanos! 

O que é no século XXI a inconstitucional frase “ indivíduos portadores de nacionalidade originária “ senão uma prova de burrice e ignorância?

Mas não pois há mais ha uma derrota total ( mesmo que pontualmente tenha havido a quase vitoria a 1974 em Angola) das FFAA –  forçadas por um golpe fascista dentro do fascismo com o salazarento e o totó tomás contra o general Botelho Moniz ministro da Defesa e secretário da Defesa Costa Gomes ( que ao contrario de Spinola derrotado a toda a linha na Guiné Bissau foi um quase vencedor em Angola) – que as Direitas as políticas e as cultural-religiosas tudo fazem para esconder em vez de como fazem os americanos por exemplo – assumirem ( basta lembrar toda a cinematografia americana até a reacionária como o Rambo..!… e ver como por cá quase nada existe…)! 

Este ignorante que esquece que regressaram entre 1974 e 1977 para a parcela europeia do território imperial mais de 500 mil (mínimo) cidadãos portugueses porque do Império,  de raiz negro-afro, mestiça-afro, caucasiana-afro, asiática ou asiática mestiça ou asiática caucasiana e depois com a crise provocada pelo golpe de estado santista angolano de 1992 bem mais de 100 mil ( enfim mais de 70% regressaram com o suicídio e derrota de Savimbi e da UNITA) e sendo correto historicamente que Portugal foi do século XVI ate 1974 / 5 um Império então mais ridícula fica esta posição anticonstitucional deste dito ventura 

O estranho é verificarmos que este projeto lei nasce é divulgado e nenhum partido se insurge com tamanha ofensa à História do País da I Globalização da Humanidade! 

Questão que deixamos a todos os partidos da AR e ao ministerio da Justiça e Administração Interna! 

0 comentário
1

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.