Home Cultura A escritora Lídia Jorge ganha o prémio de FIL de Guadalajara, México

A escritora Lídia Jorge ganha o prémio de FIL de Guadalajara, México

por Joffre Justino

O prémio, o maior concedido pela feira literária de Guadalajara, no México, é de US $ 150.000 e a escritora portuguesa Lídia Jorge foi designada vencedora da XXX edição do Prémio FIL de Literatura em Línguas Românicas, que lhe será entregue, juntamente com $ 150.000, na inauguração da Feira Internacional do Livro (FIL) em Guadalajara, México.

Numa mensagem postada na rede social Twitter, a FIL Guadalajara, considerada a feira literária mais importante do mundo hispânico, explicou que “Lídia Jorge e sua imensa humanidade obtêm o Prêmio FIL de Literatura em Línguas Românicas 2020”.

“Ela convida sempre os seus leitores para irem com ela a algum lugar e o faz com uma subtileza estética que não pode e não deve passar despercebida”, destacou o júri.

Lídia Jorge e sua imensa humanidade conquistam o Prêmio FIL de Literatura em Línguas Românicas 2020. “Ela sempre convida seus leitores a irem a algum lugar com ela e o faz com uma sutileza estética que não pode e não deve passar despercebida”, destacou o júri.

A 30ª edição do maior prémio do FIL Guadalajara será entregue à narradors, poeta, ensaísta e dramaturga portuguesa no dia 28 de novembro, se a pandemia do coronavírus o permitir.

O júri de qualificação afirmou que a carreira literária de Jorge, nascido em Boliqueime, Portugal, a 18 de junho de 1946, é marcada “pela originalidade e subtileza do seu estilo, pela independência de critérios e por uma imensa humanidade na abordagem dos temas ambos tratados em sua obra e na apresentação dos personagens que a protagonizam ”.

“O auge literário com que sua obra novelística retrata a maneira como os indivíduos enfrentam os grandes acontecimentos da história” e “sua maneira de abordar tanto os temas tratados na sua obra quanto na apresentação dos personagens que eles estrelam ”, basearam a decisão, disse a espanhola Anna Caballé em nome do júri.

Lídia Jorge, em conferência de imprensa virtual, destacou que dedica este prémio aos escritores portugueses da sua geração, entre eles José Saramago e Antonio Lobo Antunes.

O presidente da FIL, Raúl Padilla López, afirmou que estão a trabalhar para que a edição deste ano da feira literária seja presencial, no entanto, a decisão final será tomada até ao final de setembro, em função do desenvolvimento da pandemia de o Covid-19.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.