Home Angola Os mais ricos na CPLP…

Os mais ricos na CPLP…

por Joffre Justino

Um ranking publicado pela Africa Trendy  (… e um pouco mais

Comecemos pelas pessoas mais ricas de Cabo Verde, onde lidera o Presidente da República do país, Jorge Carlos Fonseca, (desconhece-se o seu valor) 

Nascido no Mindelo em 1950, Jorge Carlos Fonseca é um político de carreira, advogado e também professor universitário e na politica foi Ministro dos Negócios Estrangeiros de 1991 a 1993, e ainda investigador na área do Direito Penal no Instituto Max-Planck, em Friburgo, na Alemanha, Professor de Direito e Processo Penal no Instituto de Medicina Legal de Lisboa e Professor Associado Convidado em Macau (1989-1990) e participou como perito contratado pelas Nações Unidas, em trabalhos de elaboração da Constituição de Timor-Leste (2001 e 2002). 

É o Presidente da República desde 2011, apoiado pelo MpD, tendo tornado-se tornando-se o quarto presidente do país independente.

Em segundo lugar temos outro político o ex-primeiro-ministro José Maria Neves, no cargo de 2001 a 2016, membro do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde.

Nascido em 1960, foi deputado da Assembleia Nacional de 1996 a 2000 e nas eleições autárquicas de 2000, foi eleito Presidente da Câmara do Concelho de Santa Catarina.

Em terceiro surge Manuel Inocêncio Sousa, também político, nascido no Mindelo em 1951, foi Ministro dos Negócios Estrangeiros entre 2001 e 2002 e, posteriormente, Ministro das Infraestruturas, Transportes e Mar. 

De 1991 a 2001 foi deputado da Assembleia Nacional.

Na quarta posição surge Carlos Veiga, antigo primeiro-ministro de Cabo Verde de 1991 a 2000 nascido  no Mindelo em 1949, estudou em Portugal e ainda viveu em Angola,  Conservador no Registo Civil da cidade do Bié, no Huambo. 

Foi deputado na Assembleia Nacional e, em 2016, foi nomeado Embaixador de Cabo Verde nos Estados Unidos da América.

Na quinta posição está Ulisses Correia da Silva nascido  na Praia em 1962,  é o atual primeiro-ministro de Cabo Verde e pertence ao partido Movimento para a Democracia, do qual é presidente.

Ulisses e Correia e Silva teve uma experiência no sector bancário, entre 1989 e 1994, tendo sido diretor do Departamento de Administração do Banco de Cabo Verde. 

Também empresário, foi ainda secretário de Estado das Finanças entre 1995 e 1998 e ministro das Finanças entre 1999 e 2000.

Na sexta posição segue Janira Hopffer Almada que liderou o PAICV de 2014 a 2016 nascida em 1978 na Praia, a advogada é filha do político, escritor e jurista, David Hopffer Almada.

Em sétimo lugar aparece Guadalberto do Rosário também polícito, ex-primeiro-ministro de Cabo Verde, nasceu em São Nicolau em 1950 e foi ainda Ministro da Agricultura de 1991 a 1993 e Ministro da Coordenação Económica de 1995 a 2000.

A oitava posição é ocupada por Basílio Ramos que chegou à política como membro do PAICV e foi o quinto presdiente da Assembleia Nacional do país para além de deputado, foi ainda Ministro da Saúde.

Aristides Lima está na nona  posição  tendo ocupado o cargo de presidente da Assembleia Nacional de 2001 a 2011. 

Nascido na ilha da Boa Vista 1955 livencicou-se em Jornalismo em Berlim, na Alemanha, e exerceu a profissão de 1976 a 1978 no “Voz di Povo”.

O último lugar do top 10 é de  Vera Duarte Pina uma ativista dos direitos humanos nascida no Mindelo em 1952, foi juíza conselheira do Supremo Tribunal da Justiça e conselheira do Presidente da República. 

Estreou-se na literatura em 1993 com o livro de poesia Amanhã Amadrugada. O seu primeiro romance de 2003, A Candidata, recebeu o Prémio Sonangol de Literatura.

Já em Angola José Eduardo dos Santos ainda é o mais rico em Angola segundo s Plataforma

No ranking publicado pela Africa Trendy revela as cinco pessoas mais ricas de Angola, com, imagine-se o espanto o totalitário ex-Presidente da República José Eduardo dos Santos lidera destacado com uma fortuna avaliada em cerca de 20 mil milhões de dólares norte-americanos arrecadado durante o tempo em que esteve no poder, entre 1979 e 2017.

Foi como é sabido substituído por João Lourenço na presidência do pais e, consequentemente, na liderança do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), fundado em 1956 que hoje dada a crise do petroleo e o fim das ‘vacas gordas’ é alvo de generalizada critica.

José Eduardo dos Santos, nascido em 28 de agosto de 1942 e engenheiro petroquímico de formação soviética, é a pessoa mais influente e mais rica de Angola, e já foi um dos mais poderosos homens de África.

Em segundo lugar do pódio, surge a filha mais velha de José Eduardo dos Santos. Isabel dos Santos ma mulher mais rica de África segundo a Forbes e que diz que começou a vender ovos a mais risivel anedota de Angola, tendo uma fortuna avaliada em 3,4 mil milhões de dólares.

Em terceiro lugar surge Lopo do Nascimento antigo primeiro-ministro angolano (1975 a 1978), foi mais tarde, a ser ministro da Administração Territorial, mas a sua passagem pelo Governo não correu como talvez esperaria e acabou substituído no cargo por Paulo Kassoma e abandonou a política em 2013.

A sua fortuna pessoal está avaliada em cerca de 750 milhões de dólares, mas sabe-se muito pouco sobre como é que uma das figuras mais importantes da história do MPLA conseguiu essa fortuna.

Os generais Higino Carneiro (com uma fortuna de 400 milhões) e Hélder Vieira Dias (com 350 milhões) são os mais ricos que se seguem na lista e foram homens de mão de José Eduardo dos Santos durante vários anos.

Higino Carneiro foi governador da província de Luanda e “Kopelipa”, nome de guerra de Hélder Vieira Dias, foi o diretor do Escritório Nacional de Reconstrução. Foi referido por diversas vezes como sendo “o membro mais alto e mais confiável” da equipa de conselheiros de José Eduardo dos Santos.

O mesmo ranking publicado pela Africa Trendy divulga ainda ad cinco pessoas mais ricas de Moçambique, com o atual Presidente da República Filipe Nyusi a liderar destacado, desconhecendo-se qual o valor da sua fortuna

Nyusi, é o Presidente da República de Moçambique desde 2015, tendo sido reeleito o ano passado e de 2008 a 2014 foi o Ministro da Defesa do país como membro da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO).

Em segundo lugar surge o anterior Chefe de Estado moçambicano, Armando Guebuza ( 2005-2015). 

De acordo com o jornalista de investigação Marcelo Mosse, Armando Guebuza, que liderou este ranking diversos anos, ganhou a alcunha de “Mr. Gue-Business” sendo accionista da cerveja Laurentina, a segunda maior cervejeira do país (a 2M é hoje a mais vendida) e é igualmente um dos maiores acionistas do Banco Mercantil de Investimentos.

Em terceiro lugar surge Daviz Simango, presidente do município da Beira desde 2003 sendo também presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), fundado por si em 2009. 

É filho de Uria Simango, primeiro vice-Presidente da  FRELIMO mas deixou de seguir as pisadas do pai e abandonou o partido, tendo aderido, em 1997, ao eterno rival Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO).

Na quarta posição como um dos mais ricos de Moçambique surge Ossufo Momade politico e presidente da RENAMO desde a morte do carismático líder Afonso Dhlakama. 

Em 2019, assinou um pacto de não agressão com Filipe Nyusi na Gorongosa. Um segundo pacto foi assinado posteriormente, onde a RENAMO se comprometeu a manter a paz e a reconciliação nacional.

Por último, aparece Carlos Agostinho do Rosário, membro da FRELIMO, é o primeiro-ministro do país desde 2015. 

Trabalhou sempre na Administração Pública moçambicana foi governador da província da Zambézia de 1987 a 1994, foi Ministro da Agricultura e Pescas até 1998 e depois de ser diplomata na Ásia, como Embaixador de Moçambique na Indonésia, Carlos Agostinho do Rosário, aceita o cargo de primeiro-ministro apontado por Nyusi.

O ranking publicado pela Africa Trendy  mostra também as pessoas mais ricas da Guiné-Bissau, onde o ex-primeiro-ministro Carlos Gomes Júnior lidera, sem que saibamos o valor da sua fortuna

Nascido em Bolama há 70 anos, Carlos Gomes Júnior foi duas vezes primeiro-ministro da Guiné-Bissau primeiro desde 10 de setembro de 2004 a 2 de novembro de 2005, foi novamente nomeado para o cargo de 2 de janeiro de 2009 até 10 de fevereiro de 2012.

Foi ainda presidente do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) de 2002 a 2014, com Nino Vieira no exílio sendo banqueiro e empresário, é tida como a pessoa mais rica da Guiné-Bissau.

Antes de 2009, Carlos Gomes Júnior era um acionista maioritário no Banco da Africa Ocidental, posteriormente detido em grande parte pela empresa Geocapital do magnata chinês do jogo Stanley Ho, recentemente falecido. 

Esteve ainda à frente do Rotary Club de Bissau, bem como da União Desportiva Internacional de Bissau.

Na segunda posição surge o ex-Presidente da Guiné-Bissau José Mário Vaz, que liderou o país entre junho de 2014 e fevereiro de 2020, antecedendo a Umaro Sissoco Embaló (que fecha o pódio dos mais ricos).

José Mário Vaz, nasceu em 1957 é um economista de carreira e foi ainda Ministro das Finanças, escolhido pelo seu partido PAIGC, do qual é militante desde 1989. 

Foi ainda presidente da Câmara Municipal de Bissau e foi o primeiro presidente na história da Guiné-Bissau independente a concluir um mandato de cinco anos.

O actual Presidente da República da Guiné-Bissau surge a seguir, Umaro Sissoco Embaló, nascido em Bissau em 1972, também foi primeiro-ministro do país entre novembro de 2016 e janeiro de 2018.

Especializado em questões africanas e do Médio Oriente, Embaló construiu a sua carreira académica entre Lisboa e Madrid.

Em quarto lugar surge Aristides Gomes, ex-primeiro-ministro do país, demitido por Umaro Sissoco Embaló e susbtituído por Nuno Gomes Nabiam.

Nascido no Canchungo em 1954, Gomes foi primeiro-ministro de novembro de 2005 a abril de 2007. 

Licenciado em Sociologia em França, foi também director-geral da Televisão Experimental da Guiné-Bissau e ministro do Planeamento e Cooperação Internacional.

O ex-primeiro-ministro está refugiado nas instalações da ONU desde fevereiro, altura em que foi demitido. As autoridades alegam que Aristides Gomes estará envolvido num alegado esquema de corrupção.

O quinto lugar é ocupado política Suzi Carla Barbosa nascida em 1973, é membro do parlamento guineense e coordenadora do Comité de Mulheres Parlamentares da Guiné-Bissau e é uma acérrima dos direitos das mulheres, Suzi estudou na Universidade de Lisboa. 

Em 2016 foi secretária de Estado para a Cooperação Internacional e Comunidades da Guiné-Bissau e, em 2019, foi empossada Ministra das Relações Exteriores.

No Brasil que com Lula foi a sexta economia global temos a lista que segue,  

NomeFortuna (USD)IdadeFonte da riquezaFontes
1Joseph Safra26,3 bilhões82Banco Safra[2]
2Jorge Paulo Lemann21,9 bilhões80AB InBev3G Capital & outros[3][4]
3Eduardo Saverin11,9 bilhões38Facebook[5]
4Marcel Herrmann Telles9,4 bilhões70AB InBev, 3G Capital & outros[6]
5Carlos Alberto Sicupira8,4 bilhões72AB InBev, 3G Capital & outros[7]
6André Esteves4,7 bilhões52BTG Pactual[8]
7Roberto Irineu Marinho4 bilhões72Grupo Globo[9]
7José Roberto Marinho4 bilhões64Grupo Globo[10]
7João Roberto Marinho4 bilhões66Grupo Globo[11]
7Miguel Krigsner4 bilhões70Boticário[12]
8Dulce Pugliese de Godoy Bueno3,8 bilhões72AmilDasa[13]
9Joesley Batista3,6 bilhões48JBS[14]
9Wesley Batista3,6 bilhões47JBS[15]
10Candido Koren de Lima3,5 bilhões73Hapvida[16]
10Luiza Helena Trajano3,5 bilhões68Magazine Luiza[17]
10Ermirio Pereira de Moraes3,3 bilhões87Votorantim[18]
12José João Abdalla Filho3,2 bilhões74Banco ClassicoEletrobrasCemig[19]
12Maria Helena Scripilliti3,2 bilhões89Votorantim[20]
13Pedro Moreira Salles3 bilhões60ItauCBMM[21]
13Alfredo Villela Filho3 bilhões50Itau[22]
14Luis Frias2,9 bilhões56Grupo FolhaUOLPagSeguro[23]
14Fernando Moreira Salles2,9 bilhões73Itau, CBMM[24]
14João Moreira Salles2,9 bilhões58Itau, CBMM[25]
14Walther Moreira Salles2,9 bilhões58Itau, CBMM[26]
15Abilio Diniz2,8 bilhões83Grupo Pão de AçúcarCarrefourBRF[27]
15Ana Lucia Villela2,8 bilhões46Itau[28]
15Antonio Luis Seabra2,8 bilhões77NaturaAvon[29]
16Maurizio Billi2,7 bilhões62Europharma[30]
17Walter Faria2,5 bilhões64Grupo Petrópolis[31]
18Jayme Garfinkel2,3 bilhões74Porto Seguros[32]
19José Luis Cutrale2,2 bilhões73CutraleChiquita Brands International[33]
19Luciano Hang2,2 bilhões57Havan[34]
19Nevaldo Rocha2,2 bilhões90Riachuelo[35]
19Alexandre Grendene Bartelle2,2 bilhões70Grendene[36]
20João Alves de Queiroz Filho2,1 bilhões67Hyper Pharma[37]
21Jorge Moll Filho1,9 bilhão75Rede D’Or[38]
21Aloysio de Andrade Faria1,9 bilhão99Banco RealConglomerado Alfa[39]
21Alceu Elias Feldman1,9 bilhão70Fertipar[40]
22Julio Bozano1,8 bilhão84Banco BozanoAzul Linhas Aéreas[41]
22Jorge Koren de Lima1,8 bilhão47Hapvida[42]
23Carlos Sanchez1,6 bilhão58EMS[43]
23Jose Isaac Peres1,6 bilhão79MultiplanVepan[44]
23Rubens Teixeira de Souza1,6 bilhão63MRV EngenhariaCNN Brasil[45]
24Ricardo Villela Marino1,5 bilhão46Itau[46]
24Rodolfo Villela Marino1,5 bilhão44Itau[47]
24Ruben Feffer1,5 bilhão48Suzano[48][49]
25Jorge Feffer1,4 bilhão55Suzano[50]
25Liu Ming Chung1,4 bilhão57Nine Dragons Paper[51]
26Lia Maria Aguiar1,3 bilhão82Bradesco[52]
26Lírio Parisotto1,3 bilhão66Videolar[53]
26Guilherme Peirão Leal1,3 bilhão69Natura[54]
26Lily Safra1,3 bilhão82Banco Safra[55]
27Samuel Barata1,2 bilhão82Drogaria São Paulo[56]
28David Feffer1,1 bilhão63Suzano[57]
28Maria Aguiar Bellizia1,1 bilhão56Bradesco[58]
28Ana Maria Sant’Anna1,1 bilhão63Grupo CCR[59]
28Pedro Grendene Bartelle1,1 bilhão70Grendene[60]
29Daniel Feffer1 bilhão60Suzano[61]
29Paulo Setubal Neto1 bilhão70Ita

As 10 pessoas mais ricas de São Tomé e Príncipe em 2020 e como elas enriqueceram

Entre a pobreza existem algumas pessoas ricas em São Tomé e Príncipe que como não declaram sua riqueza  é difícil determinar o valor das pessoas em São Tomé e Príncipe. A maioria das pessoas ricas em São Tomé e Príncipe são políticos, empresários, jogadores de futebol, atores e atrizes.

Segundo a Africa Trendy temos uma lista das 10 pessoas mais ricas de São Tomé e Príncipe e como elas chegaram ao topo temos, 

Joaquim Rafael Branco

Joaquim Rafael Branco é um político de São Tomé e Príncipe de São Tomé e Príncipe de 2008 a 2010. É o Presidente do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe / Partido Social Democrata (MLSTP / PSD)

9. Elsa Teixeira Pinto

Elsa Maria Teixeira de Barros Pinto é política de São Tomé e Príncipe, ex-ministra da Defesa e Justiça do país e desde dezembro de 2018 ministra das Relações Exteriores

Em 2003 e 2004 foi membro do Conselho de Ministros, como secretária de Estado da Reforma Administrativa e da Administração Pública, e foi membro do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe / Partido Social Democrata ( MLSTP-PSD) e em 2004, ela também foi ministra da Justiça.

Segundo a Pravda, foi ministra da Defesa e ministra da Justiça de 2008 a 2010 e a Almanack, de Whitaker, anuncia que ainda era ministra da Defesa em julho de 2011.

Em fevereiro de 2013, ela foi Procuradora-Geral de São Tomé e Príncipe, quando foi exonerada por um decreto presidencial de ter emitido um cheque de US $ 15.000 com fundos insuficientes para honrá-lo no pagamento de taxas de aluguel de carro durante as eleições presidenciais de 2011.

Em novembro de 2015, ela se posicionou contra Aurélio Martins (titular e concorrente pela segunda vez, líder do partido desde 2011) pela liderança do Movimento pela Libertação de São Tomé e Príncipe / Partido Social Democrata (MLSTP-PSD ) após o economista Agostinho Meira Rita fundir sua candidatura à dela.

Em ultimo mas não os menos importantes temos os 10 mais ricos de Portugal que como se vé oficialmente pelo menos em nada se comparam quer com Angola de quem muito dependem quer com o Brasil onde atuam também em subalterna posição 

Fernanda Amorim e família

  • Fortuna: 4173 milhões de euros
  • Idade: 84 anos
  • Principais activos: Galp, Corticeira Amorim, Tom Ford e imobiliário

Alexandre Soares dos Santos

  • Fortuna: 3554 milhões de euros
  • Idade: 84 anos
  • Principais activos: Jerónimo Martins e Walk’in Clinics

Vítor da Silva Ribeiro & família

  • Fortuna: 1192 milhões de euros
  • Principais activos: Alves Ribeiro Construção, Alrisa, Mundicenter e Banco Invest

José Neves

  • Fortuna: 1010 milhões de euros
  • Idade: 44 anos
  • Principais activos: Farfetch, Browns e start-ups

Dionísio Pestana

  • Fortuna: 681 milhões de euros
  • Idade: 67 anos
  • Principais activos: Grupo Pestana

Maria Isabel Martins dos Santos

  • Fortuna: 574 milhões de euros
  • Principais activos: Jerónimo Martins

Fernando Figueiredo dos Santos

  • Fortuna: 529 milhões de euros
  • Principais activos: Jerónimo Martins

Luís Amaral

  • Fortuna: 527 milhões de euros
  • Idade: 57 anos
  • Principais activos: Eurocash e Stock Spirits

Luís Vicente

  • Fortuna: 525 milhões de euros
  • Principais activos: Luís Vicente e Refriango

Luís Portela & família

  • Fortuna: 502 milhões de euros
  • Idade: 68 anos
  • Principais activos: Bial

Em jeito de conclusão vale referir o peso do capitalismo de estado na criação desta elite económica e politica cplpiana e como o mesmo sustenta mais essa elite que os pobres povos de Lingua portuguesa .., e claro recusamos essa outra dita guiné equaterial invenção santista angolana pelo que a ignoramos 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.