Home Brasil BOLSONARO GANHA PRECE MISERICORDIOSA

BOLSONARO GANHA PRECE MISERICORDIOSA

por Paulo Martins

Não é demais dizer que a maioria absoluta do povo brasileiro torce hoje pela queda de Bolsonaro. 

De certo modo, o planeta. 

Quase ninguém suporta mais este sujeito, tido como fascista, mentiroso, homofóbico, racista, misógino e genocida. 

Pelos quatro cantos ouve-se diariamente um brado de repulsa; e notícias da resistência proliferam nas redes sociais. Os formadores de opinião publicam seguidamente artigos contra Bolsonaro. 

Os militantes políticos lutam: ora nas ruas, em caminhadas e comícios, ora batendo panela das janelas, ora protestando nas redes, #Fora Bolsonaro! 

Quem tem alguma crença religiosa, reza ou faz um culto: católicos e umbandistas, macumbeiros e candomblezeiros, budistas e espíritas. 

Os evangélicos são os menos presentes.

Mas até entre eles o antibolsonarismo cresce.

Nesse contexto, a criatividade atinge níveis de excelência. 

Na política, na arte, na cultura. 

Charges, pinturas, instalações, poemas, cordéis, canções, contos e romances abordando temas da resistência, aparecem diariamente na mídia e nas redes sociais Brasil a fora.

Os intelectuais também se expressam. É o caso, por exemplo, de ORDEP SERRA, escritor, antropólogo, professor universitário, um dos maiores helenistas do Brasil e membro da Academia de Letras da Bahia. 

Sua publicação mais famosa, HINOS ÓRFICOS – PERFUMES, foi traduzido direto do grego, na qual adicionou meticuloso estudo sobre o mito de Orfeu e Eurídice. 

Ordep há tempos vem escrevendo artigos agudíssimos contra os demandos do atual governo fascista. 

Agora achou tempo para elaborar os versos abaixo, utilizando as técnicas do popular cordel nordestino. 

A particularidade dessa originalíssima construção é que os santos rogados são todos da predileção e da devoção dos baianos. 

São os santos mais cultuados de nossa tradição popular. 

Então, faço aqui uma conclamação ao mundo: vamos todos rezar uma prece, com os dedos cruzados, declamando os versos de Ordep Serra?

PRECE MISERICORDIOSA PARA REZAR NA QUARENTENA

Autoria: Ordep Jose Trindade Serra

Vai, meu Santo Antônio

Chamar Santo Amaro

Pra dar uma surra

No tal Bolsonaro

São Judas Tadeu

Que usa porrete

Vai logo com gosto

Meter-lhe o cacete

Meu São Benedito

Da boca do forno

Em nome de Deus

Sapeca esse corno

Já Lázaro e Roque

Do Pai com licença

Reservam pra ele

Seiscentas doenças

Ó Bárbara Santa

Já sei que tu queres

Lascar esse bruto

Que odeia as mulheres

Com raios ligeiros

Em forma de espinhos

Pinica-lhe as costas

O ventre e o focinho

São Jorge querido

Com a lança guerreira

Espeta-lhe o rabo

De toda a maneira

Que vosso cavalo

Lhe dê um bom coice

E a Morte lhe arranque

Os ovos com a foice.

Quando ele estiver

Caído no chão

Que fique aos cuidados

De vosso dragão.

Se essa alma danada

Chegar a tua porta

São Pedro, com a espada

Os chifres lhe corta

Já sabes, meu santo

Que o Bozo não presta:

Sapeca-lhe o remo

No meio da testa

Convoca Miguel

O Arcanjo mais brabo

Que o lance lá onde

Jogou o diabo

Satã, encantado

Com prenda tão fina

Vai logo atirá-lo

Na sua latrina.

Assim seja,

Pelos séculos dos séculos Amém.

0 comentário
2

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.