Home Activismo António Saleiro, um Amigo que Partiu!

António Saleiro, um Amigo que Partiu!

por Joffre Justino

Morreu  este nosso amigo o antigo deputado socialista por Beja morreu aos 67 anos, “vítima de doença prolongada”, disse a Federação do Baixo Alentejo do PS.

image.aspx.jpg

Deixamos passar com dupla tristeza o dizemos a morte de um amigo de um camarada socialista que na Assembleia da República foi deputado pelo círculo de Beja.

António Saleiro, natural de Almodôvar, morreu esta terça-feira num hospital de Lisboa, segundo  a Federação do Baixo Alentejo do PS e segundo a Lusa, Pedro do Carmo, presidente da federação distrital e atual deputado no Parlamento eleito por Beja, explicou que o seu camarada António Saleiro, de 67 anos, “faleceu vítima de doença prolongada” e por isso, a Federação do Baixo Alentejo manifestou “o mais sentido pesar pelo falecimento do António Saleiro”, antigo presidente desta estrutura, militante socialista “e cidadão com uma sustentada intervenção cívica e política em Almodôvar, na região e na Assembleia da República”.

49539534_541121236406602_6896021562294534144_n.png
mqkacQLbpaK.png

A Federação do Baixo Alentejo testemunha o mais sentido pesar pelo falecimento do António Saleiro, antigo Presidente da Federação, militante do Partido Socialista e cidadão com uma sustentada intervenção cívica e política em Almodôvar e na região.

António Saleiro foi entre outros cargos presidente da Câmara de Almodôvar, deputado na Assembleia da República, e membro efetivo na Conferência Permanente dos Poderes Locais e Regionais da Europa. 

Foi também empresário e licenciou-se em direito, possuindo um mestrado na mesma área e uma pós-graduação Administração Pública e Direito Público Económico sendo assim jurista e professor na Universidade Lusófona, em Lisboa, como foi deputado do PS na Assembleia da República pelo círculo de Beja em três legislaturas (na III, VII e VIII), entre 1984 e 2002, tendo também presidido à Câmara de Almodôvar, entre 1982 e 1995.

Foi membro efetivo na Conferência Permanente dos Poderes Locais e Regionais da Europa, em Estrasburgo, e Governador Civil de Beja, entre 1995 e 1997, segundo os dados disponibilizados pelo PS.

“A riqueza das comunidades resulta da soma de todas as partes. António Saleiro bateu-se pela região e pela realidade rural, ao seu estilo, não deixava ninguém indiferente”, evocou a federação distrital socialista, no comunicado, assinado pelo presidente Pedro do Carmo, e endereçando condolências à família.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.