Home CPLP O baile dos pretos oh penafielenses? Que raio…

O baile dos pretos oh penafielenses? Que raio…

por Joffre Justino

“O preto é o rei dos  matosimperador dos  macacosnão posso  levar avantepretinho andar de sapatos”.

O presidente do municipio de Penafiel Antonino Aurélio Vieira de Sousa eleito por uma coligação PSD/CDS optou por recuperar uma “festança popular” que se denomina ‘O baile dos Pretos’.

Note-se que a informação existente aponta para  uma bem pequena tradição para este ‘baile dos pretos’ como se vê abaixo… 

        “Evidencia-se assim que por várias vezes, desde meados do século XIX, a montagem dos bailes sofreu interrupções de vários anos e reconfigurações no respectivo conteúdo. José Alberto Sardinha argumenta de forma convincente que o actual Baile dos Pretos é o resultado da confluência, já no século XX, de duas manifestações independentes, a Dança dos Pretos (um batuque) e a Dança das Fitas. Falando da sua recuperação para o Corpo de Deus de 2011, justifica a exclusão de algumas quadras tradicionais pelo seu carácter racista (o que pode ser comprovado na faixa 11 do CD, que as recolhe para memória juntamente com uma melodia não utilizada na reconstituição). A letra recuperada tem indícios de ser, em grande parte, antiga, seja no vocabulário de «guineo» típico do século XVII, seja na temática tratada (pretos forros agradecem ao rei João – III, IV ou V – a sua liberdade). “

Recensão: José Alberto Sardinha, Danças populares do Corpus Christi de Penafiel (Vila Verde, Tradisom, 2012), 256 pp. + CD e DVD ISBN: 9789728644291

Manuel Pedro Ferreira CESEM Departamento de Ciências Musicais Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade Nova de Lisboa.

mpferreira@fcsh.unl.

A antiguidade da letra merece claro contestação pois os sapatos não são parte da indumentária popular a nao ser por imitação da elite já no seculo XX pois as socas são essas sim indumentária tradicional popular pelo que assistimos a uma recuperação com influências racistas tipicas já do século XX fascistóide! 

 Como se vê na citação acima não terá sido o município a ‘limpar’ de frases racistas esta canção desta festança  como refere o comunicado deste município que critica o PS por protestar junto da ministra da Cultura que apoiou a iniciativa dado o contexto racista deste evento “Um destes bailes é denominado Baile dos Pretos e, aquando da sua recuperação, a Câmara Municipal teve o cuidado de suprimir parte as quadras que pudessem conter alguma referência ofensiva, não sendo verdade que as quadras referidas no requerimento do PS à Senhora Ministra da Cultura integrem o atual reportório do baile”

E zanga-se o PSD/CDS contra o PS “Só um profundo desconhecimento histórico e cultural e uma grande dose de hipocrisia, podem ter levado deputados do Partido Socialista, a pôr em causa os bailes que integram a Cavalhada e fazer ligações a questões de racismo. Essa circunstância é ainda agravada pelo facto de uma das senhoras deputadas subscritoras do requerimento ser penafidelense e cidadã honorária da cidade [Rosário Gamboa] e nunca ao longo do tempo ter colocado qualquer questão, dúvida ou reserva, relativamente aos bailes!”, 

Mais ainda, o enredo do Baile dos Pretos, refere a publicação, “consiste na apresentação de um conjunto de escravos alforriados que, depois de libertos e acompanhados da sua própria realeza, apresentam os seus cumprimentos ao concelho e à comissão de festas, enquanto cidadãos livres e de plenos direitos que, tal como os outros grupos profissionais que se apresentam na Cavalhada, têm de trabalhar para seu sustento, executando uma vistosa e colorida dança de fitas que se entrelaça num poste, celebrando assim a libertação do jugo da escravatura e a sua integração de igual direito na sociedade”.

Cenas tristes que resultam ou da lavagem do fascismo salazarento  ou de uma má investigação que se tivesse sido feita anulava de vez este dito baile … ou lhe introduziria a luta dos Negros contra a escravatura em Portugal…e não somente o agradecimento a um qualquer rei, já que a regulamentação anti escravatura se inicia por opção de um mulato o Marquês de Pombal e não de um rei seja ele qual for … enfim não esqueçamos o rei/imperador/republicano Pedro IV … 

Nina Simone – Everything Must Change

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.