Home Turismo A TAP passa a ser uma empresa de capitais públicos….

A TAP passa a ser uma empresa de capitais públicos….

por Joffre Justino

Lembremos que a Lufthansa chegou a acordo com Governo de Angela Merkel com um plano de resgate avaliado em nove mil milhões de euros e o Estado francês e um sindicato de seis bancos concederam um empréstimo de 4 bilhões de euros à Air France e KLM como se vê 4 e 9 vezes o que a TAP receberá!

Pretende esta estatização ajudar a companhia aérea a responder às perdas resultantes da pandemia causada pelo novo coronavírus e o foj aprovado pelo conselho de supervisão da Lufthansa e pelo órgão de fiscalização da concorrência da Comissão Europeia.

Já o primeiro-ministro da Baviera assumiu que o acordo permitirà à companhia sair da crise, dizendo Markus Söder, “com isto, a Lufthansa pode reerguer-se sem ser nacionalizada porque o objetivo não deve ser esse”.

A Lufthansa perdeu cerca de um milhão de euros por hora, ao longo de todo o mês de abril estando ainda em risco cerca de dez mil postos de trabalho podem estar em risco.

A crise do covid-19, afetou também a Air France e a KLM que em diálogo com os seus governos francês e holandês implementaram medidas de auxílio específicas com o objetivo de manutenção de suas solvências. 

Dos debates com o Estado francês e as instituições bancárias, o Grupo Air France-KLM finalizaram um mecanismo de suporte dedicado à Air France no qual os acordos iniciais estão sendo finalizados.

default.png.jpg

O Estado francês e um sindicato de seis bancos concederam um empréstimo de 4 bilhões de euros à Air France e KLM e assim o mecanismo de suporte é composto por um empréstimo estatal francês de 4 bilhões de euros concedido por um sindicato de seis bancos à Air France e KLM com o Estado francês a garantir esse empréstimo em até 90%, com vencimento em 12 meses, além de um empréstimo no valor de 3 bilhões de euros com vencimento em quatro anos. 

E a Comissao Eutopeia que deu à TAP? Um quarto do acima para ser devolvido em seis meses … e acham que a Air France e a Lufthansa ou a KLM nada têm a ver com o assunto? 

O referido  mecanismo de auxílio, sujeito à aprovação da Comissão Europeia, permitirá que o Grupo forneça à Air France os meios necessários para cumprir suas obrigações.

“Em nome do Conselho de Administração da Air France-KLM, gostaria de agradecer aos Estado francês e aos nossos parceiros bancários por esta ajuda, que permitirá ao Grupo Air France-KLM superar essa crise sem precedentes”, disse a presidente do Conselho de Administração, Anne-Marie Couderc.

O plano de transformação, que será finalizado nos próximos meses, incluirá compromissos econômicos, financeiros e ambientais ( ah . Envolverá as atividades da Air France, buscando adaptá-las à nova realidade do mercado provocada pela crise, e terá que fortalecer sua situação financeira.

Quando uma melhor visibilidade dos níveis de tráfego aéreo pós-crise estiver disponível, o Conselho de Administração da Air France-KLM considerará o aumento de seu capital social sujeito às condições de mercado.

Entretanto em Portugal se chegar a haver o quase garantido acordo com a Azul, o Estado vai comprar 20% das ações da Atlantic Gateway na TAP, 45% o accionista Pedrosa compra a participação de David Neeleman naquela sociedade, e será o acionista privado de referência da mesma. 

A Atlantic Gateway ( mais uma passospórtada…) receberá 55 milhões de euros para sair da TAP e o Estado passa a controlar a TAP que poderá voltar a ser uma empresa pública por ter mais de 50% do capital nas mãos do Estado com impacto no défice público se o Eurostat considerar que, neste quadro, o Estado tem a gestão da empresa. 

Para a Parpública apesar do Estado ter 50%, não tem a gestão e isso permite evitar o impacto das contas da TAP no défice, mas ‘apenas’ na dívida pública… ridicularices e fantasias financistas que certsmente a dita Comissão Europeia aproveitará de alguma forna… um resultado mais dos erros da Direita! 

Mas o curioso ( nem tanto assim …) o que nos espanta é ver a falta de visão no ambiente elevadamente concorrencial num setor como os transportes onde a norte o que se deseja é esvaziar o sul de alternativas no longo prazo pelo que os que nao entendem o carater determinante da TAP no longo prazo mais valia dedicarem-se à venda de hambúrgueres… 

Já basta o terem destruído a marinha mercante lusa … 

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.