Home Opinião Apoiar a AMNISTIA INTERNACIONAL E AS SUAS INICIATIVAS – Manuais e conteúdos para a Educação para a Cidadania

Apoiar a AMNISTIA INTERNACIONAL E AS SUAS INICIATIVAS – Manuais e conteúdos para a Educação para a Cidadania

por Joffre Justino

Uma das nossas causas é sem dúvida a defesa dos Direitos Humanos e o apoio às organizações de Direitos Humanos e claro entre elas a AMNISTIA INTERNACIONAL

Por isso divulgamos o comunicado abaixo apelando à sua divulgação entre professores e demais funcionários das escolas na CPLP.

Bom dia, 

Num tempo que marca o final do período escolar para milhares de alunos, é momento de começar a pensar na preparação do próximo ano letivo. Com este objetivo em mente, a Amnistia Internacional Portugal vai lançar uma coleção de manuais e um site que reforça a sua oferta de conteúdos na área da Educação para a Cidadania.

Os manuais, disponíveis gratuitamente através de download, destinam-se a docentes, sobretudo do 3.º ciclo e dos ensinos secundário e profissional, a educadores de outros contextos, inclusivamente não formais, e a estudantes de escolas superiores de educação, universidades e politécnicos. Mas também a profissionais ligados ao trabalho social, líderes comunitários, animadores e dinamizadores, e a todas as pessoas que pretendam promover atividades sobre direitos humanos e cidadania.

Entre os títulos disponíveis destacam-se: “Celebrar a coragem dos defensores dos direitos humanos”, “Eu Acolho – direitos humanos das pessoas refugiadas”, “O meu corpo, os meus direitos”, “Pobreza e direitos humanos”, “Capacitar contra a tortura”, entre outros. Antes do início do ano letivo 2020/2021, a Amnistia Internacional vai juntar a esta coleção um novo manual dedicado ao tema da pena de morte.

“Com o final das aulas, chega o tempo de desenvolver novas competências e preparar os conteúdos do próximo ano letivo, para as diversas disciplinas dos currículos escolares. Partindo dos propósitos da Educação para a Cidadania, acreditamos que a temática dos direitos humanos deve ser abordada de forma holística e integrada, nas diversas áreas de conhecimento, como a História, a Geografia, a Filosofia ou a Área de Integração. A equipa da Amnistia Internacional preparou estes manuais para dar um contributo muito expressivo e concreto para esta missão, para continuarmos este trabalho de educação para os direitos humanos com todos os professores, educadores e alunos”, explica o  diretor-executivo da Amnistia Internacional Portugal, Pedro A. Neto.

Os diferentes domínios da Educação para a Cidadania estão organizados em três grupos com implicações diferenciadas: o primeiro, obrigatório para todos os níveis e ciclos de escolaridade, o segundo, pelo menos em dois ciclos do ensino básico, e o terceiro, com aplicação opcional em qualquer ano de escolaridade. 

Os direitos humanos pertencem ao primeiro grupo, conferindo a esta coleção de manuais da Amnistia Internacional uma importância adicional, até porque existe uma oferta limitada de conteúdos educativos nesta área em Portugal.

O diretor de Juventude e Educação para os Direitos Humanos da Amnistia Internacional Portugal, Matia Losego, nota que este é mais um passo na concretização de um projeto contínuo, de promoção de uma cidadania mais ativa e centrada nos direitos humanos. “A Amnistia Internacional sempre teve o cuidado de lançar, promover e disponibilizar materiais educativos. Agora, lançamos uma coleção com seis manuais educativos já disponíveis, e um outro em fase final de publicação, num momento em que o mundo tanto necessita de se capacitar e dialogar em favor dos direitos humanos”, afirma.

Os manuais incluem, em geral, a definição dos principais conceitos do tema, um enquadramento do mesmo nas questões de direitos humanos e exercícios ou dicas para serem levados para o contexto de sala de aula ou para outros espaços educativos.

A complementar esta oferta, o site oferece outros materiais educativos, edições anteriores de publicações e vídeos. Os conteúdos – todos com a chancela da Amnistia Internacional – estão adaptados à realidade no nosso país e também proporcionam um olhar mais global.

“A Amnistia Internacional Portugal desenvolve ações de educação e formação para os direitos humanos, há mais de duas décadas, com o objetivo de construir um mundo onde todos conhecem os seus direitos e sabem como usufruí-los. Neste sentido, a coleção de manuais e a oferta formativa que temos vindo a desenvolver sublinham o nosso compromisso de fazer da educação a ferramenta mais poderosa para capacitar as pessoas”, destaca Matia Losego.

A organização tem desenvolvido dezenas de sessões de esclarecimento e ações de ativismo, nas escolas portuguesas. Em janeiro deste ano, também alargou o projeto “Escolas Amigas dos Direitos Humanos” a dez instituições de ensino.

Os manuais estão disponíveis em:

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.