Home Opinião Dos 18 concelhos área metropolitana, quanto ao Covid-29, “o problema situa-se em cinco” diz António Costa

Dos 18 concelhos área metropolitana, quanto ao Covid-29, “o problema situa-se em cinco” diz António Costa

por Nardia M

image.aspx.jpg

Segundo António Costa, primeiro-ministro, as restrições impostas na Área Metropolitana de Lisboa dada a pandemia de Covid-19 poderão ser levantadas “muito brevemente”, uma vez que os focos de contágio identificados são “situações muito contidas”, o que entendendo nao achamos serem  assim tão contidas.

“Creio que muito brevemente estaremos em condições de levantar também aqui, na Área Metropolitana de Lisboa, as restrições às atividades cujo levantamento foi adiado na passada semana”, divulgou António Costa no debate quinzenal na Assembleia da República respondendo ao líder parlamentar do CDS-PP sobre os “vários alertas em relação a cautelas que seriam importantes”, quando o executivo decidiu “avançar para esta segunda fase do desconfinamento”.

“Quando avançámos, a área de Lisboa tinha o R acima de 1, é agora aí que está a acontecer o problema, e que faltavam eventualmente algumas condições para o desconfinamento”, considerou Telmo Correia, querendo saber “que avaliação fará [o Governo] da situação concreta na Área Metropolitana de Lisboa”.

O democrata-cristão propôs igualmente que possa ser garantida uma “maior diferenciação de horários” entre os cidadãos, para evitar uma “concentração tão grande nos transportes”.

“Claramente não estamos numa situação de descontrolo da situação, estamos numa situação em que temos um número de casos que tem resistido a baixar”, sublinhou o primeiro-ministro, apontando que o problema não é generalizado e tem resultado de “focos concretos” o que é correto e o investir nos testes na empresas como sucedeu hoje na Construção é a solução adequada!

Costa e o Governo decidiram  “adiar a entrada em vigor na Área Metropolitana de Lisboa do conjunto de atividades que deviam ter sido desconfinadas no passado dia 1”, segunda-feira, de forma a ser possível “fazer as análises sistemáticas dessas situações”, tal como aconteceu relativamente aos lares de idosos.

Do que já foi possível apurar, “estas situações são também muito contidas”, adiantou o chefe de Governo, concretizando que, dos 18 concelhos desta área metropolitana, “o problema situa-se em cinco”, ( Sintra e Lisboa na frente) e em “focos muito particulares, que estão neste momento identificados e onde está a ser desenvolvido o trabalho próprio da saúde pública”.

No debate de hoje, o CDS questionou também o primeiro-ministro relativamente à “célebre aplicação que iria permitir fazer algum ‘tracing'” (monitorização) dos contágios, apontando que ela “aparentemente sumiu”.

Na ótica de Telmo Correia, sem essa ferramenta será mais difícil acompanhar a situação e os movimentos da população mas o primeiro-ministro, esclareceu que essa aplicação móvel está a ser desenvolvida e está “na fase dos últimos testes …Portanto, muito brevemente estará disponível”.

Portugal apresentou 1.447 mortos associados à Covid-19 em 33.261 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado hoje e face ao dia anterior, há mais 11 mortos (+0,8%) e mais 366 casos de infeção (+1,1%).

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.