Home Artes “Diz-me que é Mentira”

“Diz-me que é Mentira”

por José Elias Ramalho

“Nunca ouviste passar o vento.

O vento só fala do vento.

O que lhe ouviste foi mentira,

E a mentira está em ti.”

Alberto Caeiro, in “O Guardador de Rebanhos – Poema X” ,Heterónimo de Fernando Pessoa

Diz-me que é mentira, que não estamos sós.
Diz-me que é mentira, que estamos apenas a comemorar a vida em família. Diz-me que é mentira, que tudo se resume ao que se passa no meu cérebro e na minha mente.

Porque esta noite vou sonhar e acordar de manhã. Vou beijar a minha mulher, vou abraçar o meu filho e vou estar de novo com os meus pais, aqueles que tanto me deram.

E de caminho até ao trabalho… converso com as pessoas de forma tranquila e quando lá chego, os meus colegas de trabalho me dirão: tudo é mentira…

1 de abril de 2020 (A mentira que eu gostaria de ouvir) J.E.R

José Elias Ramalho

0 comentário
1

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.