Home Cérebro e mente Amanhã será um novo dia…

Amanhã será um novo dia…

por Editor

Enquanto nos confinamos nas nossas casas, trabalhando remotamente, um mundo inteiro de almas procuram um conforto das luzes e das lideranças deste planeta que teimam em não aparecer.

Vivemos tempos conturbados e navegamos no desconhecido. O que tem de vir terá de vir de dentro de cada um nós, da nossa consciência, da nossa inteligência e do amor que temos para dar.

O desafio mundial atualé um desafio que requer uma atuação global e conjunta entre todos os países do mundo. Será uma luta perdida a longo prazo, com baixas enormes em todos os sentidos, caso as lideranças atuais não percebam que na casa do vizinho poderá estar a solução, que é de todos.

Partilha e comunicação serão a CHAVE, as EQUIPAS serão críticas e a LIDERANÇA, essencial.

Fechar fronteiras num mundo globalizado em que um vírus na china significa o fecho do mundo para obras, não é solução! Isso só pode ser uma opção de muito curto prazo, enquanto as medidas de longo alcance não são tomadas, aquelas que permitirão à humanidade encontrar esperança num futuro próximo.

“Eu sou parte de uma equipe. Então, quando venço, não sou eu apenas quem vence. De certa forma termino o trabalho de um grupo enorme de pessoas!”

– Ayrton Senna

E para isso é preciso ver e ir mais longe, é preciso uma atuação global com todos os países incluídos, onde os egoísmos possam ficar de parte e todos percebam que terão de contribuir para a solução.

Na minha humilde perspectiva, será necessário que os líderes se assumam, a todos os níveis em todas as dimensões.

Depois desta hecatombe, só mesmo uma INTELIGÊNCIA COLETIVA poderá representar uma réstia de esperança para a humanidade.

Reconhecemos agora o quão pequenos somos neste universo infinito, reconhecemos agora que a vida é tão volátil e tão singela. Reconhecemos agora que, como seres emocionais que somos deveremos procurar de novo a alma e a espiritualidade perdida, o norte e o propósito da vida.

Ao nos darmos conta de que a liberdade não é um dado adquirido, de que nada somos na vida sem aqueles que amamos e sem os outros, de que o amor, a solidariedade e a união são essenciais para a nossa sobrevivência, de que a mortalidade é um facto, tomaremos consciência que chegou a hora de mudar o curso da história e de nos reinventarmos enquanto seres iluminados que somos.

HJ

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.