Home Opinião Governo espanhol irá arrecadar mais dois mil milhões de euros com impostos…. das Esquerdas… e Portugal ?

Governo espanhol irá arrecadar mais dois mil milhões de euros com impostos…. das Esquerdas… e Portugal ?

por Nardia M

A associação que procurou promover a taxa  Tobin nasceu em Portugal no edifício da EPAR sob o impulso do então cooperador  Pedro ( e fica assim o nome, não lhe pedimos autorização para o publicar e por anos ( em Portugal até hoje) ficou esta taxa limitada à defesa de uns poucos economistas .. 

Mas as crises puxam à ribalta inesperadas ideias e o Governo espanhol aprovou esta terça-feira a criação de novos impostos sobre os serviços digitais e as transações financeiras, conhecidas como as “taxas” Google e Tobin, que vão permitir um sistema fiscal “mais justo”.

Dizemos finalmente ainda que saibamos que por cá o poder na economia é demasiado BdP demasiado conservador demasiado atento e venerando ao “empresariado”!

Jã nas Espanhas a ministra das Finanças e porta-voz do Governo espanhol, María Jesús Montero, defendeu estes novos impostos que pretendem, “avançar para um sistema fiscal mais justo, mais redistributivo e em sintonia com a nova realidade económica”.

A “taxa Google” pretende forçar os poderosos como a Google, o Facebook e a Amazon a tributarem nos países onde fazem negócio em vez de desviarem os benefícios para países com baixa fiscalidade o que tem tido a oposição dos governos dos EUA e ameaça aumentar os direitos aduaneiros a quem agrave a tributação das suas empresas.

Mas claro que o Governo de coligação de partidos de esquerda das Espanhas decidiu seguir a estratégia de Paris que adiou a cobrança de um imposto idêntico até ao fim do corrente ano, à espera que a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) tome uma posição sobre a nova tributação.

“Não se trata de suspender o imposto, mas sim de ter a sua liquidação no fim do ano”, explicou a ministra da Economia espanhola, Nadia Calvino.

A discussão sobre esta “taxa” está bloqueada a nível da União Europeia depois de Washington ter ameaçado com um aumento das taxas aduaneiras sobre a importação de automóveis europeus.

Madrid aprovou hoje um imposto sobre certas  transações financeiras, conhecido como a “taxa Tobin”, onde irá cobrar 0,2% sobre as transações de compra e venda de ações de empresas espanholas com uma capitalização bolsista de mais de mil milhões de euros.

O imposto será liquidado pelo intermediário financeiro e não afetará as flutuações da bolsa, a reestruturação de empresas, as operações entre empresas do mesmo grupo ou as cedências temporárias, prevendo Madrid receitas fiscais de cerca de 850 milhões de euros anuais.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.