Home Opinião Catarina Eufémia nasceu camponesa e morreu a Lutar!

Catarina Eufémia nasceu camponesa e morreu a Lutar!

por Joffre Justino

Catarina Eufémia nasceu em 13 de fevereiro de 1928  e morreu a 19 de maio de 1954 e vinte anos depois da sua morte pude estar nos vinte anos da mesma com militantes do PCP(ml) e com a que foi minha companheira em tempos revolucionários lusos a Isabel 

Zeca Afonso cantou-a no  “Cantar Alentejano”, pela 1.a vez em Grândola, em 17 de maio de 1964. 

Num sarau da Queima das Fitas, cantou-a como abaixo ! 

CANTAR ALENTEJANO

Chamava-se Catarina

O Alentejo a viu nascer

Serranas viram-na em vida

Baleizão a viu morrer

Ceifeiras na manhã fria

Flores na campa lhe vão pôr

Ficou vermelha a campina

Do sangue que então brotou

Acalma o furor campina

Que o teu pranto não findou

Quem viu morrer Catarina

Não perdoa a quem matou

Aquela pomba tão branca

Todos a querem p’ra si

O Alentejo queimado

Ninguém se lembra de ti

Aquela andorinha negra

Bate as asas p’ra voar

O Alentejo esquecido

Inda um dia hás-de cantar

0 comentário
2

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.