Home Opinião 168 milhões de euros para plantar e gerir a Floresta

168 milhões de euros para plantar e gerir a Floresta

por Joffre Justino

Segundo disse o mau ministro do Ambiente, hoje, em Santarém, que este ano vão ser disponibilizados 100 milhões de euros do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) e 68 milhões do Fundo Ambiental para plantar e gerir a floresta, num seminário de encerramento da discussão pública do Plano Nacional de Gestão Integrada de Fogos Rurais.

No referido seminário que decorreu na Escola Superior Agrária de Santarém, foi acentuado que os apoios públicos a ser disponibilizados na próxima década perto dos 6.000 milhões de euros, serão aplicados nos sistemas e territórios mais vulneráveis onde estão as zonas com elevado risco de incêndio, as áreas florestais com monocultura, aquelas onde predomina o minifúndio ou com marcado despovoamento.

Ha que não esquecer ainda as que têm elevado valor natural e ambiental as áreas classificadas com importantes ecossistemas biodiversos com capacidade de retenção de carbono e prestadores de serviços ambientais.

Sublinhando que a intervenção pública, mesmo que musculada quando necessária, tem que ser “supletiva”, já que 98% da floresta pertence a privados, Matos Fernandes afirmou que para tornar a gestão destas áreas mais profissional, o Governo vai propor alterações legislativas “na ótica da simplificação, da descentralização, da transferência de competências e de responsabilidades” para o que servirão no ano 2020 os 100 milhões de euros do PDR e 68 milhões do Fundo Ambiental.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.