Home Opinião Os Reis Magos que não eram reis, se calhar nem magos, e muito provavelmente nem 3 …

Os Reis Magos que não eram reis, se calhar nem magos, e muito provavelmente nem 3 …

por Joffre Justino

Um Não católico e cristão fora das igrejas poderia olhar para esta data como não importante, até porque em Portugal quase não tem significado, só que a igreja católica dá-lhe umas solenidade especial e assim no dia 6 de janeiro, a Igreja celebra a Solenidade da Epifania do Senhor, ( Epifania significa aparição ou manifestação de algo, normalmente relacionado com o contexto espiritual e divino), e no caso relacionado com a adoração dos Reis Magos ao Menino Jesus em Belém, adoração que estabelece a universalidade do cristianismo bem além do povo escolhido como sucede com o judaísmo.

Segundo os especialistas a previsão da chegada de Jesus Cristo acontece em vários momentos, como se pode ver na Bíblia, 

           Livro do Profeta Isaías 60, 1-6

1Levanta-te, acende as luzes, Jerusalém, porque chegou

a tua luz, apareceu sobre ti a glória do Senhor.

2Eis que está a terra envolvida em trevas,

e nuvens escuras cobrem os povos;

mas sobre ti apareceu o Senhor,

e sua glória já se manifesta sobre ti.”

Lembremos que o papa Francisco também recordou hoje os Magos “que vieram do Oriente a Belém, seguindo a estrela, para visitar o Messias recém-nascido” e ressaltou que o Evangelho de São Mateus relata que, depois de adorar Jesus, os Magos foram “avisados em sonho para não voltarem a Herodes”, por isso, “retornaram para a sua terra, seguindo outro caminho”.

“Esses sábios, vindos de regiões distantes, depois de terem viajado muito, encontram aquele que desejavam conhecer depois de tê-lo procurado por um longo tempo, certamente também com dificuldades e vicissitudes. E quando finalmente alcançam sua meta, se prostram diante do Menino, o adoram, oferecem a ele seus preciosos dons. Após, partem novamente, sem demora, para retornar à sua terra. Mas aquele encontro com o Menino, transformou as suas vidas”, assinalou o Papa considerando o papa que “o encontro com Jesus não retém os magos, antes pelo contrário, infunde-lhes um novo impulso para retornar ao seu país, para contar o que viram e a alegria que sentiram: Nisto está uma demonstração do estilo de Deus, do seu modo de se manifestar na história”.

“A experiência de Deus não nos bloqueia, mas nos liberta; não nos aprisiona, mas nos coloca em caminho, nos coloca novamente nos lugares habituais de nossa existência. Os lugares são e serão os mesmos, mas nós, após o encontro com Jesus, não somos os mesmos de antes. O encontro com Jesus nos muda, nos transforma”, vendo aqui a visão deste papa agora enquanto líder espiritual e chefe de igreja, e não nas suas funções terrenas.

Mas vejamos, na tradição  cristã os Magos são personagens que teriam visitado Jesus logo após o seu nascimento, trazendo-lhe presentes tendo em conta entretanto que só foram mencionados no Evangelho segundo Mateus, onde se afirma que teriam vindo “do leste” para adorar o Cristo, “nascido Rei dos Judeus”, levando consigo três tipos de presentes, o ouro, o incenso e a mirra, e por causa deste tipo de presentes se assumiu que teriam sido três esses magos, mesmo que Mateus não tenha especificado seu número, que podem ter sido três, quatro, doze ou até mais…Em qualquer caso os Magos são figuras constantes nos relatos da natividade  e sendo que não seriam reis nem necessariamente três mas sim, talvez, sacerdotes da religião zoroástrica da Pérsia ou conselheiros, o que até permite levantar o carater universal e plural da visão do pensar e viver de Jesus Cristo bem para além das seitas fechadas religiosas.

Como os relatos os relacionam com a  visão de uma estrela que direta ou indiretamente os orientou até à região onde nascera Jesus Cristo havendo que realçar que a estrela não os levou diretamente ao local onde se situaria Jesus e sim ao palácio do cruel rei Herodes  a quem perguntaram sobre a criança, estes magos foram tidos como astrólogos ou astrónomos.

Herodes conhecedor dos mitos do surgimento do Messias alarmou-se e sentiu-se ameaçado,  pedindo aos magos que, se o encontrassem, lhew dessem indicação de onde estaria pois iria adorá-lo também, quando na verdade as suas intenções fossem a de o matar.

.Desta feita a estrela,  parou por sobre onde estava o menino Jesus. “E vendo a estrela, alegraram-se eles com grande e intenso júbilo” (Mateus 2:10). “Os Magos ofereceram três presentes ao menino Jesus: ouro, incenso e mirra, cujo significado e simbolismo espiritual é, o ouro representar a realeza, o incenso representar a fé, pois o incenso é usado nos templos para simbolizar a oração que chega a Deus assim como a fumaça sobe ao céu (Salmos 141:2) e a mirra, resina antisséptica usada em embalsamamentos desde o Egito antigo, nos remete ao gênero da morte de Jesus, o martírio, sendo que um composto de mirra e aloés foi usado no embalsamamento de Jesus (João 19:39-40).

Também um teólogo do Instituto do Verbo Encarnado (IVE), Miguelk Fuentes, explica no site “El Teólogo Responde” que “o termo ‘magos’ (magoi) que aparece em Mt 2,1 se refere àqueles que eram denominados ‘sábios’ na antiguidade”, pelo que “Neste caso, foram homens sábios que vieram do ‘Oriente’ (Mt 2,1), e que podem ser oriundos da Arábia, da Mesopotâmia ou algum outro território mais a leste da Palestina” e este padre Fuentes esclarece que “o facto de terem sido guiados por uma estrela (Mt 2,2) sugere que eles eram instruídos em astrologia ou em ciência da navegação e cálculo do tempo por meio das configurações estelares”.

E releva que “Além de uma tribo de Media chamada assim, os magos aparecem, em sua primeira época, como uma casta sacerdotal de Média e da Pérsia. Eles se dedicaram ao estudo da sabedoria. Estrabão diz que eles eram ‘zelosos observadores da justiça e da virtude’. E Cícero diz que eles são ‘a classe de sábios e doutores na Pérsia’”.

Segundo este padre Fuentes foi o teólogo Orígenes, do século III, “quem disse pela primeira vez que foram três magos em virtude dos três presentes oferecidos ao Menino” e ainda que, “antes do século VI, nenhum autor afirmava expressamente que eles eram reis, com exceção de Tertuliano, que sugeriu que eles eram ‘quase reis’”, mas a artte sacra “…já os apresenta como reis desde o século VIII, enquanto nas pinturas das catacumbas de Santa Priscila, do início do século II-IV, são representados apenas como nobres persas” e só a partir do século VIII, é que os Reis Magos “receberam nomes, com algumas variações (os primeiros foram Bithisarea, Melchior e Gathaspa)”.

“Os nomes atuais de Gaspar, Melchior e Baltazar, foi-lhes atribuído no século IX pelo historiador Agnello, em sua obra ‘Pontificalis Ecclesiae Ravennatis'”.

Entretanto a lenda apresenta, o africano Baltazar, de 30 anos, o asiático Gaspar, de 15, e o semita Belchior, de 40, foram os primeiros a visitar o menino Jesus

Os nomes deles já representam a importância do acontecimento: Gaspar significa “aquele que vai inspecionar”, Belchior, “meu rei é luz”, e Baltazar, “Deus manifesta o rei”. Pretendia-se que eles representassem os reis de todo o mundo, então, cada um era de uma etnia e idade diferente.

Cada um deu um presente com significado especial. Como se pretendia dizer que representavam os reis de todo o mundo e repetindo:

• Belchior entregou-lhe ouro em reconhecimento da realeza e prosperidade;

• Gaspar deu incenso em reconhecimento da divindade;

• Baltazar deu mirra em reconhecimento da humanidade;

Em consequência deste presentear Jesus Cristo nas Espanhas por exemplo, as pessoas aproveitam o dia de Reis para fazer rituais e simpatias para atrair boas energias, sorte, prosperidade e amor para todo o ano. 

Veja abaixo alguns rituais.

Ritual  de Reis 1 – Prosperidade e Harmonia da Casa

Este ritual é para trazer muito amor, dinheiro, para ter paz no seu lar e ter alívio de qualquer sofrimento e assim : escreva  com lápis, no batente superior da porta da entrada de sua casa, os nomes dos Reis Magos: BaltazarBelquior Gaspar, um ao lado do outro e diga Mentalmente:

“Assim como trouxeram tanta luz para nosso Mestre Jesus, que tragam boas energias para casa, protegendo todos os meus familiares. Amém”

Ritual de Reis 2 – Atrair Riqueza

Este ritual dos Reis Magos é para ter dinheiro o ano todo. Primeiro, coloque uma romã dentro de um saquinho de pano de cor vermelha e ofereça aos três Reis Magos. Depois, coloque-o atrás da porta da sala. Este ritual deve ser feita somente no dia dos Reis Magos, dia 6 de janeiro.

Ritual  de Reis 3  – Romãs: Pegue uma romã e retire 9 sementes pedindo aos três Reis Magos, BaltazarBelchior Gaspar, que nesse ano que se inicia você tenha muita saúde, amor, paz e dinheiro. Depois pegue 3 das nove sementes e guarde na carteira para que nunca lhe falte dinheiro. As outras 3 você engole. E as últimas três que sobraram você joga pra trás fazendo o pedido que desejar.

 É na verdade em Espanha que as Festas Natalícias têm mais este dia de festa,o dia de Reis, que se celebra a 06 de Janeiro. É uma festa de família, que se realiza na noite do dia anterior e é nas espanhas o dia mais importante do Período Natalício 

0 comentário
1

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.