Home África Eleições tristes na Guiné Bissau, ( para nós claro)

Eleições tristes na Guiné Bissau, ( para nós claro)

por Joffre Justino

Não temendo ter opinião nas eleições em outros países os da Lusofonia em especial  assumimos que o nosso candidato era Domingos Simões Pereira mas sabendo da grave crise em que vive a Guiné Bissau esperamos que haha uma boa presidência de   Umaro Sissoco Embaló, candidato do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15), que venceu as eleições presidenciais da Guiné-Bissau, segundo disse hoje a Comissão Nacional de Eleições que informou que Umaro  Sissoco Embaló foi eleito Presidente da Guiné-Bissau com 53,55 % dos votos enquanto que o nosso candidato Domingos Simões Pereira obteve 46,45 % dos votos e só ganhou nas regiões de Biombo, Bolama/Bijagós, diáspora e setor autónomo de Bissau.

Umaro Sissoco Embalo venceu nas regiões de Pombali, Quinara, Oio, Bafatá, Gabu e Cacheu mostrando esta distribuição até étnica  a divisão do país.

Votaram 555.521 eleitores (71,92 %) e a abstenção foi de 27,33 %, uma subida em relação à primeira volta quando se abstiveram mais de 25 %.

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros portugues expressou hoje a firme intenção de Portugal colaborar com o novo Presidente eleito da Guiné-Bissau, incrementando a colaboração no quadro bilateral, e multilateral, com aquele país africano de língua oficial portuguesa.

0 comentário
0

RECOMENDAMOS

Comente

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e gestão de seus dados por este site.